Unidos Por Faro: Cristóvão Norte é cabeça de lista à Assembleia Municipal

  • Print Icon

A coligação Unidos por Faro, liderada por Rogério Bacalhau, e que é composta por PSD, CDS/PP, IL, MPT e PPM, anuncia a indicação do seu cabeça de lista à Assembleia Municipal de Faro.

Trata-se do economista e jurista Cristóvão Norte, deputado à Assembleia da República desde 2011, onde vem assumindo posição de destaque na defesa dos interesses dos Algarvios e do país, tornando-se também uma das vozes mais ouvidas na actual legislatura, intervindo em matérias como a saúde, economia, inovação, obras públicas e habitação, agricultura e mar.

Cristóvão Norte dispensa apresentações num município onde desempenhou funções em diversas ocasiões, tendo sido Chefe de Gabinete da presidência entre 2009 e 2011 e membro da Assembleia Municipal em vários mandatos.

Em 2017 encabeçou a lista vencedora à Assembleia Municipal, derrotando o socialista José Apolinário.

Com 44 anos, casado e pai de uma filha, Cristóvão Norte possui um vasto conhecimento da realidade do nosso concelho e detém uma experiência profissional e política que, sem margem para dúvidas, oferece aos farenses a confiança e as garantias necessárias para o exercício deste cargo magno na estrutura da democracia local.

Rogério Bacalhau, presidente da Câmara Municipal de Faro e que no passado dia 24 anunciou a sua recandidatura a um terceiro mandato à frente dos destinos da edilidade, afirmou a propósito que «ficamos muito contentes por poder apresentar de novo à Assembleia Municipal um candidato com o prestígio e o percurso de Cristóvão Norte. Como deputado e servidor público, são inegáveis os serviços prestados aos cidadãos de todo o país e em particular aos algarvios».

«Em termos profissionais e pessoais é alguém com competências extraordinárias e uma ligação umbilical à sua cidade de Faro. É, ainda, um democrata de primeira grandeza que em nosso entender é o melhor colocado para o exercício da presidência da Assembleia Municipal. Esperamos que esse seja também o entendimento dos farenses e que possamos ganhar outra vez a eleição à Assembleia Municipal, como aconteceu há quatro anos», conclui Rogério Bacalhau.