Sede do PSD Loulé encheu para receber Luís Montenegro

  • Print Icon

Regresso da Festa do Pontal e aposta na recuperação eleitoral autárquica do PSD no Algarve foram temas marcantes do encontro de Luís Montenegro com militantes e simpatizantes algarvios.

O candidato à liderança do Partido Social Democrata (PSD), Luís Montenegro, esteve em Loulé no último sábado, dia 14 de maio. A sede do PSD local encheu-se «com entusiasmo e mobilização como há muito não se via. Respirou-se energia, esperança e viu-se um cerrar de fileiras em torno» do candidato, descrevem os responsáveis.

Cristóvão Norte, presidente do PSD/Algarve, deu as boas-vindas ao candidato, enquanto Cristiano Cabrita, diretor distrital de campanha, deu início às intervenções num «apelo motivador da estrutura» que coordena «e que resulta de uma mescla feliz de gente jovem e gente mais experiente, de mulheres e de homens unidos no propósito de escolher o futuro líder do PSD».

Seguiu-se Teresa Martins, mandatária para a Juventude, que sublinhou acreditar que «Luís Montenegro é o futuro do PSD, capaz de unir os militantes com os olhos postos nos problemas dos jovens. Devolver ao PSD a grandeza e a força que sempre foram a sua assinatura, é o seu desígnio».

Já Filomena Sintra, mandatária para as Mulheres, reconheceu «a forma assaz e inteligente como Luís Montenegro se apresenta, a sua capacidade agregadora, de trabalho e liderança, mas sobretudo o papel empoderador que atribui às mulheres na construção de uma sociedade melhor, fazem-nos acreditar ser a melhor solução neste virar de página do nosso partido».

Mendes Bota, mandatário Distrital e figura de referência do PSD/Algarve muito saudada, afirmou que Luís Montenegro «tem o tom certo no discurso. É combativo sem ser malcriado ou arrogante. Encarna o espírito fundador do PPD/PSD, um partido popular sem ser populista, inter-classista, das pessoas que sobem na vida a pulso pelo seu mérito e pelo seu trabalho, e não pelo favoritismo ou amiguismo a cavalo num cartão partidário».

A finalizar, o próprio Luís Montenegro fez «um discurso galvanizador», sublinhando ideias concretas sobre economia, finanças, ou políticas públicas de educação e saúde, não esquecendo o enfoque para a situação da região. Questões como o Hospital Central do Algarve e a falta de outras infraestruturas estiveram presentes no debate que manteve com a militância que respondeu à chamada.

Duas promessas concretas no âmbito da atividade futura do partido motivaram fortes aplausos: a recuperação da icónica e carismática Festa do Pontal, e uma aposta forte na recuperação do peso autárquico que o PSD já teve no Algarve, designadamente em Loulé e outros municípios que no passado já estiveram sob gestão social democrata, sem esquecer os que nunca conheceram alternância democrática desde o 25 de Abril.