PS saúda Plano para Retoma do Turismo e Programa Valorizar

  • Print Icon

Partido Socialista (PS) saúda Plano para Retoma do Turismo e Programa Valorizar anunciados no Parlamento.

O deputado do Partido Socialista Nuno Fazenda saudou ontem, no Parlamento, a iniciativa do governo de preparar um plano para a retoma do turismo, anunciado pela secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, em audição na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

Questionada por Nuno Fazenda sobre a elaboração de um plano de ação para a relançamento do Turismo, que foi uma das recomendações ao governo de um projeto de resolução do PS aprovado em junho deste ano na Assembleia da República, a secretária de Estado avançou que o executivo está a trabalhar num plano para a retoma desta atividade que assentará em cinco grandes áreas prioritárias: Investimento, Conhecimento, Território, Conectividade e Promoção.

Na sua intervenção, o deputado socialista defendeu que, «sendo crucial assegurar a sobrevivência das empresas do turismo, como tem vindo a ser feito e deve ser continuado, é igualmente importante preparar o futuro».

«Quando a procura mundial for retomada, terão mais sucesso os países que estiverem mais bem preparados para enfrentar a concorrência e dar resposta às alterações da procura. E por isso saúda-se a iniciativa do governo de preparar um Plano para a retoma do Turismo, que é a maior atividade económica exportador do país», afirmou.

Alertando para a importância do interior, o deputado do PS eleito pelo distrito de Castelo Branco questionou ainda a secretária de Estado do Turismo sobre a previsão de criação de alguma linha de apoio para a valorização turística do interior no futuro, lembrando o sucesso desta medida no passado e defendendo que deve ser continuada.

Em resposta ao deputado, a governante anunciou que será lançado «brevemente uma nova edição do Programa Valorizar», reafirmando o compromisso do governo com a coesão territorial.

Para Nuno Fazenda, coordenador do GPPS da Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, «o interior tem de continuar a ser uma prioridade nas políticas públicas, incluindo no Turismo», sendo, por isso, «positivo que o Programa Valorizar tenha uma nova edição».

Por sua vez, a deputada socialista Jamila Madeira alertou a Secretária de Estado do Turismo para a necessidade de se preparar «desde a primeira hora» a resposta para alavancar os efeitos positivos da segurança que a vacina da COVID-19 trará.

«É preciso que se recupere a confiança dos cidadãos para que na páscoa de 2021 se esteja, em concreto, a virar a página e a aproveitar os indicadores relativamente positivos emitidos pelos operadores turísticos que colocam bem posicionados nessa escala de confiança Portugal e o Algarve enquanto destinos seguros pós-COVID», afirmou a parlamentar, defendendo que «também é preciso que uma nova abordagem para um turismo de futuro esteja na agenda da presidência portuguesa da União Europeia».

Na resposta à deputada, a governante avançou que está já a ser preparada uma estratégia de comunicação e promoção para assegurar um segundo trimestre de 2021 que de facto potencie a retoma da procura e um caminho para uma saída da crise, muito em particular no Algarve.

«No âmbito da presidência da União Europeia estão já previstos três momentos que pretendem alavancar um novo road map do turismo pós-COVID na UE», anunciou Rita Marques.

A secretária de Estado do Turismo deu ainda conta aos deputados dos apoios que têm vindo a ser concretizados no Turismo, informando que no âmbito da linha de apoio à tesouraria do Turismo de Portugal foram já aprovados cerca de 55,6 milhões de euros e que no âmbito do Programa Apoiar – que prevê apoios a fundo perdido às empresas – foram já contratualizadas 7600 candidaturas, tendo já sido efetuados pagamentos às empresas num montante de 43 milhões de euros.