Jamila Madeira lamenta «falta de compromissos» do PSD com o Algarve

  • Print Icon

Jamila Madeira criticou hoje a total ausência de compromissos do PSD com o Algarve em matéria de saúde.

«O PSD veio ao Algarve falar de saúde e sobre o Hospital Central nem uma palavra! No programa nacional nada dizem, no programa regional falam em considerar o investimento do Hospital Central do Algarve e vem o Rui Rio ao Algarve e sobre o tema nada!», considerou hoje a deputada Jamila Madeira, durante a conferência de imprensa «Os Programas Eleitorais e a falta de compromisso do PSD para o Algarve» promovida pelos candidatos do Partido Socialista pelo Algarve, na tarde de hoje, junto ao Hospital de Faro.

«De facto, fica claro que quem quer acabar com a saúde universal e tendencialmente gratuita não pode querer construir o Hospital Central do Algarve, um investimento de 300 milhões de euros que fará a diferença na saúde no Algarve», acrescentou a candidata socialista, sublinhando que «fica claro que quem quer privatizar a saúde não estaria hoje a dar nova casa ao antigo Hospital de Lagos, e relocalizando-o no edifício do ex-Hospital de São Gonçalo e recuperando dignidade, qualidade e a capacidade cirúrgica há muito perdidas».

«Os algarvios precisam deste investimento e só o PS se compromete com o investimento no Hospital Central do Algarve! Só António Costa assumiu compromissos com o Algarve! Este investimento é um compromisso regional mas é também um compromisso inscrito no programa nacional do PS. António Costa assumiu isso mesmo» referiu Jamila Madeira, enfatizando que «nunca dissemos que seria fácil, mas falamos verdade e por isso pedimos esta oportunidade às algarvias e aos algarvios».

«O trabalho que temos em curso não pode parar» acrescentou, pormenorizando que «reavaliávamos o concurso que o PSD parou, verificámos a sua validade e premissas e, por isso, estamos mesmo quase em condições de avançar e, se o conseguirmos, avançaremos ainda mais depressa que o Hospital de Lisboa. Temos que continuar a avançar e só juntos seguimos e conseguimos».

No domínio da saúde, a candidata socialista recordou que «temos também 39 milhões de euros de investimento previsto nos cuidados de saúde primários a avançar e que mudará a assistência de proximidade, o Algarve Biomedical Center (ABC), o centro de referência oncológico, o centro de envelhecimento ativo e a unidade de procriação medicamente assistida. O Algarve não pode parar!».