Hospital Central do Algarve: «estamos na estaca zero» diz Cristóvão Norte

  • Print Icon

Cristóvão Norte, presidente do Partido Social Democrata (PSD) Algarve considera que o processo do Hospital Central está «na estaca zero».

Foi ontem publicado em Diário da República um despacho da autoria da ex-ministra da Saúde, Marta Temido, relativo ao novo Hospital Central do Algarve.

O despacho em causa, além de encerrar definitivamente o processo de construção do hospital suspenso há mais de uma década, comete à Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, o dever de desenvolver os estudos preparatórios de modo a preparar uma proposta fundamentada no sentido da construção da infraestrutura que o Governo irá avaliar.

«Daqui resulta que os últimos anos foram totalmente desperdiçados. Não foi tomada qualquer iniciativa no sentido de ter o processo preparado para ser rapidamente lançado e a decisão política nos gabinetes foi diametralmente oposta às sucessivas promessas eleitorais e garantias públicas dos responsáveis do Partido Socialista (PS) em relação à matéria. O Hospital era prometido é público e negado em privado», critica Cristóvão Norte.

Para o presidente do PSD Algarve, «este despacho revela que estamos na estaca zero, é uma confissão de que nada se fez, no início dos inícios para virmos a ter um novo hospital. E que tudo o que nos disseram ao longo de anos, de que o processo estava a avançar, era rotundamente falso. A única coisa positiva é que o PS que demonizava as parcerias público-privadas na saúde vai agora optar por uma na região».

O PSD Algarve «apela a que os algarvios estejam vigilantes para que não haja mais suspensões ou adiamentos a este processo».

despacho põe termo ao procedimento de contratação para a celebração de parceria público-privada relativa ao novo Hospital Central do Algarve e determina o início do estudo e preparação do lançamento de uma nova para este fim.