CDS-PP lamenta atos de vandalismo em viatura de campanha

  • Print Icon

Em duas noites consecutivas, a viatura que serva a campanha do CDS-PP no Algarve sofreu atos de vandalismo.

Em duas noites consecutivas a viatura que serve a Campanha da Lista do CDS-PP candidata pelo circulo eleitoral de Faro foi queimada e vandalizada por desconhecidos «pela calada da noite» no Largo de São Pedro, em Faro.

Segundo os centristas, «a primeira investida foi na noite de sexta-feira para sábado em que tentaram incendiar o veiculo ateando fogo ao material de campanha (bandeiras), provocando graves danos à viatura e depois da viatura recuperada e não contentes com facto, na noite seguinte vandalizaram de novo com grafities obscenos».

«A repetição dos atos de vandalismo não pode ficar impune e os prevaricadores não podem ficar a rir e a achar que o CDS-PP se intimida ou se cala. Não fizemos em 1975 no Palácio de Cristal nem o faremos em 2022 no Algarve», dizem os centristas em comunicado enviado às redações.

O CDS-PP Algarve «entendeu no sábado não se pronunciar sobre o caso para não criar um clima negativo numa campanha que até então estava a decorrer com toda a normalidade, mas hoje mercê da repetição da vandalização da viatura e do roubo de lonas da campanha afixadas em propriedade pública em Castro Marim, não pudemos deixar calar a nossa indignação e repulsa por atos que não dignificam a democracia nem permitem a livre apresentação dos candidatos e das suas ideias».

«Somos e seremos sempre pelo Algarve e não será pela força e pela violência que nos mudam este sentir», conclui o comunicado.