Bloco de Esquerda discute futuro do regadio intensivo no Algarve

  • Print Icon

Sob o título «O futuro da agricultura no Algarve: o regadio intensivo no Algarve, convívio (im)Possível no Futuro?», o Bloco de Esquerda (BE) promove uma sessão online na quinta-feira, dia 29, às 21 horas.

A sessão conta com a participação de especialistas com uma pluralidade de pontos de vista, como Miguel Freitas, Francisco Cordovil, Amílcar Duarte, Carlos Cabrita e Ricardo Vicente, cujos contributos ajudarão a uma fundamentada tomada de posição sobre o tema.

A expansão da área de regadio, em particular associada à cultura do abacate, tem suscitado uma diversidade de tomadas de posição e documentários sobre o assunto nos meios de comunicação. A preocupação com o aparecimento de novas necessidades sobre a quantidade e qualidade da água, bem como com as implicações nos aspetos filotécnico, ambiental e económico, tem motivado um debate intenso no Algarve.

A apresentação de uma moratória e a audição na Assembleia da República suscitada pelo BE relativa à agricultura intensiva; mas também a necessidade de dar a conhecer e promover alternativas para uma agricultura sustentável no Algarve, justificam iniciativas de debate sobre o assunto.

Também as proposta governamentais para a aplicação em Portugal da Política Agrícola Comum (PAC) não parecem contribuir para uma transição ecológica justa do sistema agroalimentar, nomeadamente para travar o despovoamento, a destruição da economia rural e a perda de biodiversidade.

A entrada é livre aqui.