António Miguel Pina recandidata-se à Câmara Municipal de Olhão

  • Print Icon

António Miguel Pina é candidato pelo Partido Socialista (PS) à presidência da Câmara Municipal de Olhão nas eleições autárquicas de 2021.

A Comissão Política Concelhia de Olhão do PS anunciou hoje a recandidatura de António Miguel Pina à presidência da Câmara Municipal de Olhão.

A decisão tomada é um reconhecimento, da concelhia local, pelo trabalho desenvolvido pelo autarca nos últimos oito anos.

O PS Olhão elogiou «a competência, a visão global e integrada, de António Miguel Pina, sobre o concelho, na região e no país, associada a uma enorme resiliência e capacidade em vencer adversidades», numa nota enviada à redação do barlavento.

O partido destacou, ainda, que «mesmo perante duas das maiores crises do período democrático, a crise económica mundial, durante o primeiro mandato e a atual pandemia, António Miguel Pina e a sua equipa conseguiram levar a bom porto a prometida regularização das contas do município e lançamento de obras estruturais, nos primeiros quatro anos, e a concretização de uma quantidade de obras, de dimensão sem precedentes, algumas desejadas pela população há mais de 20 anos».

«O trabalho desenvolvido resultou na requalificação generalizada em todo o concelho, numa forte aposta na melhoria e modernização de infraestruturas, vias e espaço público, com respeito pela memória e alma olhanenses, assim como no aumento e melhoria nas respostas em áreas assumidas como prioritárias, como a educação, a ação social e o desenvolvimento económico».

Para António Miguel Pina, «continuar à frente dos destinos de Olhão continua a ser um grande desafio. Olhão é um concelho de enorme potencial e os Olhanenses são um povo exigente, mas acima de tudo merecedor do que, juntos, se tem vindo a conquistar, com trabalho, sacrifício e o orgulho de nunca virar a cara a cachão».

«É meu desejo poder continuar a honrar o apoio e a confiança que temos tido dos olhanenses e contribuir para o desenvolvimento da nossa terra».

«A obra está à vista, há que olhar em frente e, com o contributo e a participação de todos, continuar a consolidar esta transformação positiva que tem vindo a elevar a imagem de Olhão, Quelfes, Moncarapacho, Fuzeta e Pechão, bem como as condições de vida dos nossos concidadãos. Mas mais do que contemplar o muito que foi feito, queremos manter as mangas arregaçadas perante o muito que ainda há por fazer. É por esse desígnio e essa vontade que nos candidatamos», garante o candidato e atual autarca.

Para o PS Olhão, «uma vez apresentada a candidatura é tempo de estruturar e planificar o programa que iremos apresentar ao escrutínio dos olhanenses, para os próximos quatro anos»