Olhão desenvolveu várias iniciativas durante o Mês do Coração

  • Print Icon

Objetivo passou por sensibilizar a população.

A Câmara Municipal de Olhão levou a cabo, ao longo do mês de maio, uma campanha de informação com o objetivo de sensibilizar a população do concelho para a prevenção das doenças cardiovasculares, que continuam a ser a principal causa de morte em todo o mundo.

As ações, que contaram com a colaboração de profissionais dos mais diversos quadrantes, desenrolaram-se em vários espaços da cidade, mas também nas redes sociais, para que a mensagem chegasse ao maior número possível de munícipes.

Uma enfermeira, uma nutricionista, um técnico de educação física e um cardiologista foram os protagonistas de uma série de vídeos, que pretenderam alertar para as consequências graves das doenças cardiovasculares, ao mesmo tempo que deram conselhos sobre os comportamentos a adotar no dia-a-dia para evitar o seu aparecimento.

No dia 28 de maio, os alunos de Ciências Farmacêuticas da Universidade do Algarve responderam ao desafio da autarquia e promoveram um rastreio gratuito dos principais fatores de risco das doenças cardiovasculares: tensão arterial, glicémia e colesterol.

Olhão - Mês do Coração

A ação decorreu em plena hora de ponta de sábado de manhã, na Rua do Comércio, tendo contado com uma forte adesão por parte da população.

Também os funcionários da autarquia foram chamados a participar na iniciativa, e receberam uma formação subordinada ao tema «E Quando o Coração Para?», que decorreu nos Bombeiros Municipais e abordou as medidas de segurança e socorro a tomar no caso de um enfarte do miocárdio.

No final da formação, os colaboradores da autarquia – um por piso/edifício dos serviços camarários – ficaram com os conhecimentos básicos que lhes vão permitir socorrer um colega, ou munícipe, neste tipo de ocorrência.