Investigadoras da UAlg vencem Prémio de Ortopedia Dr. Rui Antão

  • Print Icon

Prémio anual visa estimular o desenvolvimento de ações promotoras e relevantes que permitam o progresso e a dinamização da especialidade.

Ana Marreiros, docente da Faculdade de Medicina e Ciências Biomédicas (FMCB) da Universidade do Algarve UAlg) e investigadora do Algarve Biomedical Center Research Institute (ABC-RI) e Ana Paula Fontes, docente da Escola Superior de Saúde (ESS) da UAlg, foram as vencedoras do Prémio de Ortopedia Dr. Rui Antão, promovido pelo grupo HPA Saúde.

De acordo com o Hospital Particular do Algarve, e «tendo em conta que existem nas organizações um conjunto de atividades não produtivas que, não tendo no imediato um resultado económico mensurável, vêm posteriormente a revelar-se de uma importância primordial para a diferenciação das organizações», o Grupo distinguiu Ana Marreiros pelo seu «trabalho diferenciador na investigação levada a cabo na área das artroplastias do joelho e da anca», e Ana Paula Fontes pelo «seu trabalho na produção da atividade científica do Grupo de Ortopedia ao longo dos últimos nove anos, com relevância para a publicação de artigos científicos e comunicações em congressos nacionais e internacionais».

Ana Marreiros tem trabalhado com tecnologia de ponta, em conjunto com ortopedistas e fisioterapeutas, promovendo, ao longo dos anos, um profícuo diálogo entre investigação e clínica, que tem permitido alavancar esta área de investigação e intervenção no Algarve.

Ainda neste âmbito, têm sido publicados um conjunto de importantes artigos científicos, em publicações de impacto, que contribuem para um melhor entendimento da problemática associada.

Já Ana Paula Fontes, além de diretora do recém-criado curso de licenciatura em Fisioterapia, é consultora do Núcleo de Formação do Grupo HPA Saúde, onde é responsável pelo processo formativo multidisciplinar e investigacional.

É docente do ensino superior desde 2005 e tem desenvolvido investigação na área da funcionalidade dos idosos e, de forma concreta, também da funcionalidade após prótese total do joelho e anca. É ainda investigadora colaboradora do CISC Nova – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa, desde 2012.