UAlg promove educação inclusiva para estudantes surdos

  • Print Icon

Há cada vez mais estudantes com necessidades educativas especiais no Ensino Superior, resultado de uma educação cada vez mais inclusiva nos Ensinos Básico e Secundário.

Neste contexto, realizou-se no dia 10 de novembro, quarta-feira, na Universidade do Algarve (UAlg) uma ação de (in)formação sobre alunos surdos, que contou com a participação de várias dezenas de professores da academia algarvia.

«Neste ano letivo, ingressaram na UAlg vários estudantes surdos», revelam os responsáveis da UAlg, e por isso, «tendo em conta a necessidade de as Instituições de Ensino Superior acompanharem esta realidade e criarem condições para uma cada vez maior e melhor inclusão, estes estudantes contam com o apoio de intérpretes de língua gestual portuguesa nas salas de aula, contratados pela UAlg».

Esta sessão, organizada pelo Gabinete de Apoio ao Estudante com Necessidades Educativas Especiais (GAENEE), contou com as intervenções do vice-reitor da UAlg, Saúl de Jesus, da coordenadora do GAENEE, Helena Martins, do professor de Educação Especial, Humberto Viegas, e da Intérprete de Língua Gestual Portuguesa, Inês Teixeira

Na UAlg, o GAENEE foi criado em 2013, tendo sido identificados, desde então, vários estudantes com necessidades educativas especiais (NEE).

Só neste ano letivo (2021/22) foram já identificados 99 estudantes, aos quais foi atribuído o estatuto de estudante com NEE.