São Brás de Alportel voltou a premiar os jovens de mérito

  • Print Icon

Três dezenas de jovens foram nomeados pela comunidade no dia 19 de novembro, na Gala dos Prémios Juventude – São Brás de Alportel 2022.

Três dezenas de jovens são-brasenses extraordinários e exemplares, nas mais diversas áreas de atividade, foram nomeados pela comunidade.

A votação esteve em curso até 18 e os resultados foram conhecidos no passado dia 19 à noite, na Gala dos Prémios Juventude – São Brás de Alportel 2022 que encheu por completo o Cineteatro São Brás.

Valorizar a Juventude é uma aposta do município de São Brás de Alportel inequívoca e contínua. Realizada a cada dois anos, a Gala de Entrega dos Prémios Juventude voltou a dar a conhecer melhor os jovens de mérito, valores de futuro do concelho de São Brás de Alportel.

Após a contagem dos votos, foram anunciados os vencedores nas várias categorias.

Mariana Santos, venceu na categoria Artes onde também estavam nomeadas Catarina Ramos e Melissa Carneiro. Adriana Urbano arrebatou o prémio na categoria Fotografia e Multimédia que também contava com Flávio Costa e James Carrusca como nomeados. Beatriz Mendoza recebeu o prémio Carreira partilhando as nomeações com Diogo Duarte e Gabriel Martins.

Mariana Soares.

O prémio Cidadania foi entregue a Joana Jesus que estava nomeada a par de Liliana Mendes e Tiago Nascimento. Na área da Ciência e Investigação, a votação dos são-brasenses recaiu sobre Inês Afonso que partilhou o palco com João Pinheiro e Ricardo Reis. Para o prémio Desporto estavam nomeados Bernardo Santos, David Santos e Bárbara Brito que foi a vencedora desta categoria.

Na área do empreendedorismo o prémio foi entregue a Inês Mendonça que partilhou as nomeações com Nuno Clara Microvegetais e UmArroba. Mariana Nunes foi a escolhida para o prémio Letras. Categoria que também tinha a votos Mara Palma e João Silva. Laura Pereira recebeu o Prémio da categoria Música, tendo disputado votos com os Art Musa e João Cavaco. As jovens Carlota Conceição e Milene Gonçalves receberam o prémio Solidariedade. Um prémio disputado também com Miguel Martins.

Na Gala dos Prémios Juventude 20222 de São Brás de Alportel foram ainda entregues prémios a João Ferreira, melhor aluno finalista do ano letivo 2020/2021 e a Bernardo Faria, melhor aluno finalista do ano letivo 2021/2022.

Os Prémios Juventude nasceram em 2004 e, desde então, de dois em dois anos, distinguem os jovens são-brasenses que pelo talento, empenho e dedicação, se têm distinguido de forma extraordinária, exemplar e inspiradora, constituindo um bom exemplo para as gerações mais novas.

Prémio Artes

Mariana Soares, tem 17 anos e está a frequentar o curso de Artes Visuais.
Desde os oito que começou a fazer costura e imaginem: a sua primeira peça foi uma roupa para o seu gato!
Em 2019, criou a marca Mariian’Art para dar a conhecer os seus trabalhos que vão de artigos para bebés a acessórios de moda. Mais recentemente começou a fazer peças para animais de estimação.
Além da sua criatividade e espírito empreendedor, Mariana tem vindo a colocar o seu talento ao serviço da comunidade: foi a mais jovem voluntária na conceção nas máscaras solidárias no combate à pandemia.
Interessada pela moda, sonha formar-se em arquitetura.

Prémio Fotografia e Multimédia

Adriana Urbano tem 23 anos e já nos confessou que sempre gostou de fotografia.
Formada pela Etic Algarve, iniciou-se como freelancer, com muitos trabalhos e parcerias, entre os quais: evento, e começa a fazer Freestyle (estilo livre) com um dos seus formadores, Ricardo Dionísio.
Em São Brás de Alportel conheceu o fotógrafo Vando Daniel responsável pelo Vintage Studios e começa a colaborar com este projeto em reportagem de casamentos.
Atualmente, trabalha para a Farus Media, a criar conteúdo audiovisual para todo o tipo de empresas e conta-nos que é muito feliz por ter descoberto a sua vocação e por estar a trabalhar nesta área.

Prémio Carreira

Beatriz Mendoza iniciou o seu percurso académico por uma licenciatura em Biologia, mas o amor aos animais falou mais alto e acabou por ingressar no Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, onde foi responsável pela organização de diversos congressos e eventos internacionais/nacionais.
O estágio final no hospital da faculdade de Medicina Veterinário culminou na publicação do trabalho numa revista de renome da área e uma publicação oral no congresso Internacional Veterinário Montenegro que lhe valeu o prémio de melhor poster no congresso europeu de Medicina Interna! Mudou-se então para o Reino Unido, onde depois de trabalhar como médica veterinária, começou o internato rotativo no hospital de referência a sul de Londres.
No próximo ano prepara-se para ingressar no programa de residência de Medicina Interna no hospital da faculdade de medicina veterinária, reconhecido pelo Colégio Europeu de Medicina Interna Veterinária, tornando-se assim a segunda residente de medicina interna do país.

Prémio Cidadania

Joana Jesus é voluntária desde que se lembra. Formou-se em Marketing já com a certeza de que queria usar o Marketing a favor de causas sociais solidárias. Atualmente, com 26 anos, procura usar o seu conhecimento e ferramentas para ajudar os outros com dois projetos que criou, nomeadamente:
O PEANUTS Lifestyle, um projeto social, onde procura influenciar de forma positiva para a sustentabilidade financeira e ambiental, usando a criatividade como grande pilar.
E o projeto KISMIF, com o qual presta assistência na área do Marketing e faz consultoria a negócios locais, com o intuito de desenvolver a região e ajudar pequenos negócios a entrarem no mundo digital e a criar estratégias usando os princípios do Marketing.
Joana já viveu experiências de voluntariado fora do país e foi também uma das jovens voluntárias em diversos projetos tais como “Apoio Maior” ou mesmo na conceção das Máscaras Solidárias.

Prémio Ciência e Investigação

Inês Afonso é licenciada em ciências biomédicas pela Universidade do Algarve.
A sua tese de mestrado teve como objetivo a caracterização de um veículo de administração de estratégias terapêuticas através da utilização de vírus.
Colaborou de forma voluntária com o Algarve Biomedical Center (ABC) no processo de testagem contra a COVID-19 e após a conclusão do mestrado começou a trabalhar no ABC como técnica de laboratório.
As oportunidades de investigação levaram-na até ao Reino Unido e os projetos onde tem participado já permitiram a publicação de três artigos científicos, dois dos quais como primeira autora. Tem sido convidada a apresentar os seus trabalhos em conferências e mais recentemente ganhou uma bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) para desenvolver a sua tese de doutoramento que se debruça sobre a doença de Machado-Joseph.

Prémio Desporto

Aos 15 anos, Bárbara Brito lidera o ranking nacional de Ténis começou a praticar esta modalidade aos 8 anos de idade no Centro de Ténis de Faro. Rapidamente se evidenciou, ganhando várias competições regionais.
Aos 10 anos após vários títulos em torneios regionais e nacionais chega à maior competição de sub-10, os Masters Nacionais.
Representa o Clube de Ténis e Padel de São Brás de Alportel onde já ganhou vários títulos em torneios nacionais. Foi convocada para os treinos com a seleção nacional e aos 11 anos ruma à França para jogar o seu primeiro torneio internacional no estrangeiro ao serviço da Seleção Nacional.
Alcançou o Nº1 do Ranking Nacional em diversos escalões Sub-12, Sub-14 e Sub 16. Integra a lista dos atletas de alto rendimento e o Touring Team de Portugal e foi, por duas vezes, distinguida como Atleta Feminina do Ano pela Associação de Ténis Algarve pelos seus resultados Regionais, Nacionais e Internacionais.

Prémio Letras

Mariana Nunes utiliza as tecnologias para promover a leitura. É a Bookstagrammers portuguesa com mais seguidores. Influencer literária, dedica-se à promoção da literatura e importância da leitura.
Incentiva centenas de pessoas a iniciar ou voltar ao seu percurso na leitura e trabalha com editoras na promoção da literatura nas crianças, jovens e adultos.
É o elo de ligação dos leitores com as editoras no âmbito da sugestão de livros a publicar em Portugal.
Desenvolve projetos de doação de livros para as bibliotecas de São Brás de Alportel… e colabora com a FNAC na apresentação de livros de autores portugueses, mas também com a Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro.

Prémio Música

Laura Pereira ganhou notoriedade ao chegar à meia-final do programa televisivo The Voice Kids de 2022 onde foi mentorada pelo artista Carlão com quem subiu a palco na Feira da Serra 2022!
A arte e o ritmo fazem parte da Laura desde sempre…
Laura Integra desde muito jovem o Grupo Folclórico de Faro e frequentou as aulas de ballet na Escola de Dança Municipal de São Brás de Alportel e toca acordeão.
Em 2021, entrou como vocalista para o Clube de Música da Escola Poeta Bernardo Passos. Já em 2022, iniciou aulas de canto e de piano.
Integra o Duo Laura Pereira & Miguel Zeferino, que passou pelo Palco Jovem da Feira da Serra.

Prémio Empreendedorismo

Inês Mendonça é formada em Engenharia Química pelo Instituto Superior Técnico, Inês é uma empreendedora natal.
Empresária nas áreas da restauração e imobiliário.
É desde 2021 sócia do grupo Mare que detém dois restaurantes na Praia de Faro: o Sal’mare Beach Club e o Bel’mare – Gastrobar.
Interessada em desenvolvimento pessoal e profissional, gestão empresarial e literacia financeira investe o seu tempo na busca de mais conhecimento.

Prémio Solidariedade

Carlota Conceição e Milene Gonçalves são duas jovens são-brasenses com 21 anos de idade, unidas pela solidariedade e à ajuda ao próximo.

Integram desde 2014 o grupo de Jovens sem Fronteiras de São Brás de Alportel.
Realizaram diversas iniciativas e atividades de voluntariado e missão distintas, por todo o país. Em 2022, decidiram participar no Projeto Ponte 2022, que as levou a África e deixou África no seu coração para sempre.

Mas os Prémios Juventude não se ficaram por aqui. A par das nomeações da comunidade nas diversas categorias, foi ainda entregue o Galardão Prémio Juventude Município a um conjunto de jovens e grupos de jovens.

Prémios Juventude – Município

A Equipa Futsal da Casa do Benfica de São Brás de Alportel foi fundada em 2016 pela atual direção, presidida por Rui Caetano, a Equipa de FUTSAL Sénior Casa do Benfica iniciou o seu percurso no Campeonato Distrital de Inatel onde foi campeã distrital logo na 2.ª época de competição.

Ascendeu à 2.ª Divisão distrital de FUTSAL onde venceu a prova logo na primeira temporada, subindo assim ao campeonato distrital 1°Divisão, onde participa desde 2019.

Na presente temporada, estes atletas ocupam a 3.ª posição, onde o plantel composto por cinco elementos de equipa técnica e 17 atletas de campo entre vários órgãos sociais envolvidos, ambicionam a tão desejada vitoria na Primeira Liga Distrital.

A Equipa de FUTSAL Sénior Feminino do Grupo Desportivo e Cultural de Machados nasceu na época de 2001/2002, há 2 décadas, recheadas de sucesso.

Campeãs do Algarve e da Taça em 2014/2015, alcançaram a 2.a fase da Taça Nacional e desde então somam vitórias: Vencedoras da Taça e Supertaça Algarve e Vice-Campeãs Algarve em 2015/2016; mas, também nos anos seguintes: 2016/17, 2017/18 2018/19, onde voltaram a chegar à 2.ª fase da Taça Nacional.

Em 2019/29, continuaram a ser vencedoras Super Taça Algarve e foram Finalistas da taça do Algarve que acabou por não chegar ao final, em virtude da pandemia.

A Equipa FUTEBOL Júnior da União Desportiva e Recreativa Sambrasense, é atualmente composta por 99 por cento de garra são-brasense, tal como todo o seu staff, os juniores do Sambrasense, coletividade que alcançou meio século de história, começaram a época a liderar o campeonato.

A Equipa FUTEBOL Sénior da União Desportiva e Recreativa Sambrasense compete na 2.ª divisão distrital do são-brasense, escalão sénior. É composta quase na sua totalidade por atletas são-brasenses, na verdade apenas dois jogadores não são naturais de São Brás de Alportel, mas trabalham e residem no concelho.

O Grupo de teatro amador e experimental TEAS 13, foi criado em fevereiro de 2012, com o objetivo de acolher são-brasenses com vontade de fazer teatro de forma experimental que numa lógica de criação coletiva, integra corpo, movimento e texto.
Tânia Martins integra o grupo desde 2012 e é presença assídua nas suas criações.
Adriana Gonçalves integra o grupo desde 2012, tendo participado desde a primeira apresentação até à “Petra”. Ainda hoje continua ligada ao grupo.
Beatriz Jesus integrou o grupo em 2015, tendo participado das criações desde a sua entrada.

Indalécio Sousa é um jovem advogado são-brasense, que viveu a sua infância e juventude no coração da serra são-brasense e com uma carreira que orgulha a sua comunidade.
Licenciado em Direito e Mestre em Ciências Jurídico-Forenses, já tem obra publicada e abriu o seu escritório de advocacia no vizinho concelho de Loulé. É autor do Livro «Contraordenações Rodoviárias» e é colaborador de diversos jornais regionais e locais.

José Eduardo Coelho é um exemplo inspirador da nossa comunidade que não se deixa limitar pela paralisia cerebral. Adora praticar desporto, pintar e conviver com os amigos.
Participou no projeto “Vida Ativa” que lhe permitiu desempenhar tarefas no Pavilhão Municipal onde faz parte da equipa, como voluntário. Dá apoio a atividades promovidas pelo CCD, como na escola de patinagem e nas férias desportiva e participa nas atividades da Feira da Serra. Sempre muito envolvido na comunidade, José faz parte do Clube de Artes Marciais e tem colaborado também no atletismo da Associação Cultural Sambrasense.
Foi o grande incentivador da criação da Equipa de Boccia São Brás aberta a pessoas portadoras ou não de limitações motoras ou físicas.

A arte é a paixão mais recente. Tem vindo a desenvolver as suas aptidões artísticas, participou nos programas de férias inclusivas e integra o Espaço Inclusão onde semanalmente se aventura por novas atividades,

Expôs os seus trabalhos nas exposições: “ARTeVe-Te: Mostra de Arte Jovem”e “Moldar” e participa regulamente no Mercadinho de Artesãos no Jardim.

Miguel Vaz fez a sua formação académica na Escola Superior de Desporto de Rio Maior.
Empreendedor, ousou estabelecer-se por conta própria e ainda antes da pandemia, aventurou-se fora de portas, levando para a rua e para os espaços públicas, até então não utilizados para estas práticas, as atividades desportivas.
Em 2019, criou o projeto LIMITE – Outdoor Training, com treinos ao ar livre, que foi inovador e tornou-se uma referência no setor.

Mistura sempre os treinos outdoor, com a sua grande paixão: treinar atletas, tendo no seu palmarés grandes nomes que muito o orgulham.

Mais recentemente, em parceria com Miguel Soares conseguiu cumprir o seu sonho e abrir o Athlete Performance Factory, onde trabalha com atletas e clientes que procuram melhorar a condição física e mental.

Mónica Rocha é terapeuta da Fala desde 2008, com um interesse especial na área das Perturbações da Fluência (gaguez e taquifemia) com especialização, mestrado e doutoramento em Ciências da Cognição e da Linguagem.

Trabalhou no Centro de Medicina de Reabilitação do Sul e neste momento exerce na clínica San-Saúde Integrativa, antiga Fisio S. Brás. Além da sua tese, já publicou sies artigos em revistas científicas. É investigadora bolseira em Linguagem SPTF- Pharmis (a primeira em Terapia da Fala) com o projeto «Nuroplasticidade na Intervenção da gaguez» que merece o apoio do município, através de um protocolo com a Universidade do Algarve (UAlg).

É membro da Associação Portuguesa de Gagos, com quem colabora em diferentes projetos; é coordenadora do departamento de Fluência na Comissão Boas Práticas da Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala; e também formadora na área das Perturbações da Fluência.

Jovens Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel

Ao lado dos soldados mais experientes, todos os anos alguns jovens corajosos e altruístas respondem a este nobre apelo  «Vida por Vida»
Alexandre Pires, Betsabé M. Vieira, Clayton Júnior, David Gago, Eliana Santos, Erick Botis, Eusébio Alves, Fábio Contreiras, Helon Carvalho, Ilona Protsko, João Arsénio, João Dourado, Luis Barreira, Natasja Loureiro, Pedro Rodrigues, Ricardo Madeira, Rui Ramos, Sandra Cristino, Tiago Gonçalves e Tiago Ribeiro.

Jovens participantes do projeto Sons de São Brás

Em 2021, em plena Pandemia, nasceu um original projeto cultural para celebrar o 107.º aniversário do município. De um desafio lançado à comunidade, na procura dos autores são-brasenses, o resultado foi um programa extraordinário com uma dúzia de temas 100 por cento são-brasenses, quase todos inéditos. Grande parte desta letras e melodias foram criadas por autores com menos de 35 anos. Os jovens participantes premiados foram Adriana Horta, Andreia Revez, Beatriz Pereira, Diogo Ramos, Isaac Costa, João Cavaco, Jorge Alves, Nuno Martins e Rustam Kalyuzhnyy.