Mais de 300 alunos do secundário estudaram na UAlg em tempo de férias

  • Print Icon

Mais de 300 alunos do ensino secundário vieram estudar na Universidade do Algarve (UAlg) em tempo de férias de verão.

Em tempo de férias, mais de 300 alunos do ensino secundário optaram por frequentar os cursos de verão da Universidade do Algarve, que terminaram no dia 15 de julho.

A confirmar o sucesso das edições anteriores, além de se inscreverem alunos de todos os concelhos do Algarve, quase todos os distritos de Portugal Continental marcaram presença. Palmela, Montijo, Setúbal, Lisboa, Covilhã, Sintra, Peso da Régua, Vendas Novas, Caldas da Rainha, Marinha Grande, Mafra, Porto de Mós, Bombarral, Sobral de Monte Agraço, Ourém, Vila Real (Trás-os-Montes) e Isla Cristina são algumas das localidades representadas. Também houve inscrições dos Açores e da Madeira.

Os alunos podiam inscrever-se em três modalidades diferentes: «Regime Residencial» (inclui curso, atividades desportivas, todas as refeições e 5 noites de alojamento); «Dia Completo» (inclui a participação nas atividades letivas da parte da manhã, nas atividades desportivas da parte da tarde e 2 refeições diárias); e apenas «Curso» (inclui a participação nas atividades letivas durante a manhã).

Cursos de verão também ajudam a aperfeiçoar língua portuguesa

Christina Aguilera veio da Isla Cristina (Andaluzia, Espanha) para fazer os cursos de verão da UAlg, em regime residencial. Este ano já tinha vindo visitar a Universidade com a sua escola. Na altura ouviu falar desta iniciativa e decidiu inscrever-se. «Gostei muitíssimo, não só do curso, mas também de todas as outras atividades. Aperfeiçoei a língua portuguesa e também fiz muitos amigos e agora não quero ir embora!» Sobre o futuro, Christina ainda não sabe, mas tem a certeza de que quer voltar a esta Universidade porque gostou muito!

«Esta experiência não só cumpriu as expetativas, mas também as excedeu»

Inês Fazenda inscreveu-se nas duas semanas dos cursos de verão, em regime residencial. Terminou o ensino básico, veio de Lisboa porque tinha as expetativas bastante elevadas em relação a estes cursos. «Tinham-me dito que esta experiência ia ser incrível e realmente foi, pois não só cumpriu as expetativas, mas também as excedeu, foi uma experiência incrível em todos os sentidos». Para a aluna, «estes cursos dão-nos uma ideia daquilo que quero ser e seguir e uma noção exata do que é a Universidade, os professores e as atividades práticas».

«Querer saber mais, viver novas experiências, conhecer novas pessoas…»

De Loulé chegou o Bernardo Martins para fazer as duas semanas dos cursos de verão. Devido à proximidade optou pela opção «Dia Completo». Neste período, inscreveu-se em atividades diferentes o que lhe permitiu contactar com novas vertentes e faculdades diferentes. Christina, Inês e Bernardo, são unânimes em referir que o que os levou a frequentar estes cursos foi o «querer saber mais, viver novas experiências, conhecer novas pessoas e poder praticar novas atividades».

Marta Ramos é licenciada pela UAlg em Gestão Hoteleira e terminou o curso em 2019. É monitora dos cursos de verão desde esse ano. A morar em Lisboa desde então, nesta altura tira férias e regressa à UAlg para se juntar à equipa que monitoriza 24 horas por dia os alunos que optam pelo regime residencial. Questionada sobre esta sua opção, Marta explica que «adora conhecer novos jovens, cheios de vontade de aprender». Depois, «a sua experiência como antiga aluna da UAlg, também é uma mais valia, tanto no que diz respeito a esta Academia, como no acesso ao Ensino Superior».

Recorde-se que estes cursos se destinavam exclusivamente a candidatos até aos 18 anos de idade (inclusive), abrangendo diversas áreas de estudo: Artes e Design; Ciências; Comunicação; Desporto; Economia, Gestão e Turismo; Engenharias e Tecnologia; Psicologia e Educação; e Saúde.

Cursos dão a conhecer áreas de ensino e investigação e ajudam jovens na escolha vocacional

Tendo como principais objetivos reforçar a ligação à sociedade, promover o gosto pelas diversas áreas de ensino e investigação da UAlg e ajudar os jovens na sua escolha vocacional, esta iniciativa possibilitou, ainda, uma vivência mais real da vida académica nos campi e o contacto com estudantes universitários e docentes da Academia.

As atividades letivas e experimentais aconteciam na parte da manhã. A tarde encontrava-se reservada para atividades desportivas e de lazer, nomeadamente surf, stand up paddle, bodyboard, canoagem, jogos de praia, entre outras.

Vários municípios já se associaram a esta iniciativa e estabeleceram protocolos de colaboração com a UAlg, fomentando, assim, a participação dos seus estudantes nos Cursos de Verão.

Para muitos destes alunos, terminou uma aventura, pelo menos para já. Para outros, este curso foi apenas o início porque gostaram tanto, que prometem voltar.

Na despedida, todos foram unânimes em referir que, mais uma vez, a UAlg superou as expetativas. Fazendo jus ao seu slogan «Estudar onde é bom viver», foi tudo pensado ao pormenor e, segundo os próprios, «conheceram», «estudaram» e «viveram» dias e experiências inesquecíveis.