Lagoa desenvolve o Plano Estratégico Municipal para a Educação

  • Print Icon

Município tem em curso a construção do Plano Estratégico Municipal para a Educação de Lagoa (PEMEL), que visa «materializar a opção estratégica» que a autarquia «tem vindo a prosseguir, no sentido de colocar a educação no centro das políticas de desenvolvimento sustentável do território como garante na construção de um município socialmente coeso».

O PEMEL pretende dotar o município de Lagoa «de uma ferramenta de trabalho para a orientação da ação neste domínio, definindo uma visão partilhada com os agentes locais acerca do modelo de cidade educadora que se pretende, potencializando as pessoas, as organizações e os recursos que constituem toda a rede educativa» do concelho.

A participação e o envolvimento da comunidade educativa e educadora na construção do PEMEL «foi a opção metodológica assumida, possibilitadora da real resposta às suas expetativas e aspirações enquanto protagonistas do projeto coletivo Lagoa, Cidade Educadora».

Enquadrada nos princípios da Carta das Cidades Educadoras, com a qual o município se encontra comprometido desde 2017, a concretização da estratégia municipal para a educação «constitui mais um elemento de consolidação de uma educação integral num sistema complexo, onde o concelho se constitui como um agente educativo permanente, plural e poliédrico, capaz de potencializar a transmutação social».

Na elaboração do PEMEL têm vindo a ser percorridas sucessivas etapas de mapeamento e sistematização da informação sobre os aspetos mais relevantes da resposta educativa de Lagoa, de reflexão e organização sobre as metas a atingir e os compromissos daí decorrentes.

Segundo Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal de Lagoa, «este é um documento diferenciador, dinâmico e atualizado, que responde às necessidades de gestão e decisão na condução das políticas educativas municipais, que trará algumas inovações no processo de recolha e tratamento da informação sobre a situação do município em termos de sucesso escolar, apoios e medidas específicas para os alunos, sobre os projetos e intervenções em curso nas escolas e na comunidade».

Para o alinhamento da comunidade educadora do município nas propostas e orientações estratégicas do PEMEL, «estão a ser refletidas as opções dos projetos educativos em curso no concelho, tendo em vista a sua convergência, explorando as potencialidades de inovação e orientação criativa para a ação».

Será ainda lançado um processo alargado para a sua disseminação e respetiva capacitação entre setembro e novembro, culminando com ações de boas práticas por ocasião das comemorações do Dia Internacional da Cidade Educadora, a 30 de novembro.

Com o PEMEL «pretende-se reconhecer e estimular a capacidade inovadora e criativa da rede de agentes educativos, reforçando Lagoa como município educador. A proposta de uma metodologia colaborativa pretende também estimular o efetivo trabalho em rede de forma coesa, facilitando a resposta de todos os parceiros, desde os pais aos estudantes, passando pelos professores, formadores, empregadores e agentes da comunidade, para os atuais desafios de retoma e recuperação da dinâmica social e económica, com recurso a uma estratégia educadora consistente e mobilizadora de médio e longo prazo», conclui a autarquia.