Escolas do Algarve já têm «Heróis da Fruta» contra a obesidade infantil

  • Print Icon

Inscritos 38 estabelecimentos algarvios num total de mais de 1300 escolas a nível nacional.

O Algarve já tem, neste ano letivo, 38 escolas no projeto Heróis da Fruta, que tem como objetivo continuar a combater a má nutrição e prevenir doenças crónicas, como a obesidade, a diabetes ou o cancro, através de uma alimentação mais saudável.

Promovido desde 2011 pela Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI), o projeto teve sucesso nas edições anteriores, onde mais de 50 por cento das 502.122 crianças participantes alcançaram a ingestão das porções diárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) relativamente ao consumo de frutas e vegetais em apenas dez semanas.

Mário Silva, presidente da APCOI e coordenador nacional do projeto Heróis da Fruta, afirma que «a aposta na prevenção da obesidade infantil em Portugal tem dado bons resultados. Em 2019, a OMS apontou Portugal como uma referência a seguir por outros países por ter conseguido diminuir em quase 10 por cento a percentagem de crianças com excesso de peso nos últimos dez anos. No entanto, no mesmo estudo, que comparou a prevalência desta doença em 21 países europeus, Portugal ainda ocupava o quinto lugar do ranking. Até 2025, queremos chegar a todas as escolas do país com o projeto Heróis da Fruta».

Para implementar o método, são necessários apenas cinco minutos diários, durante pelo menos 25 dias úteis (cinco semanas letivas consecutivas). Após a inscrição, os responsáveis receberão por email o «Guia Heróis da Fruta», com orientações passo a passo para implementar o projeto no ano letivo 2021/2022. As inscrições são gratuitas e estão abertas até 16 de outubro, online.

Podem participar todos os estabelecimentos de ensino públicos e privados com turmas de pré-escolar, 1º ciclo, ATL, CATL e NEE. Neste ano letivo o programa contará com a adesão de mais de 1300 escolas em todo o território nacional continental.

Além dos professores e educadores de infância, as inscrições podem também ser realizadas por docentes responsáveis, bibliotecas escolares ou projetos de educação para a saúde, coordenadores pedagógicos, diretores de agrupamento ou técnicos municipais, como por exemplo nutricionistas, entre outros.

Para o ano letivo 2021/2022, estão inscritas as seguintes escolas do distrito de Faro:

EB/JI Nº1 de Albufeira;
EB1 de Caliços;
EB1 de Vale Pedras_;
EB1 de Correeira;
J/I de Correeira;
Centro Infantil de Castro Marim;
Centro Escolar de Altura;
EB1/JI Penha;
EB1/JI nº 4 de Faro;
Centro de Apoio Social de Carvoeiro;
EB de Estômbar;
EB do Chinicato;
EB1 N1 de Lagos;
EB1 Nº 1 Bairro Operário;
Escola N. 1 de Lagos;
Sophia de Mello Breyner Andresen;
EB1 de Ameijeira;
EB1/JI Professor Manuel Martins Alves;
E.B Prof. Sebastião Teixeira (J.I Salir);
EB/JI de Alte;
EB1 da Abelheira;
EB1/EPEI da Cortelha;
EB1/JI Professor Manuel Martins Alves;
EB Cónego Dr. Clementino de Brito Pinto;
CATL da Cavalinha;
Centro Infantil Maria Helena Rufino;
Jardim de Infância Luzinha;
Colégio do Rio;
EB Coca Maravilhas;
EB José Sobral;
EB/JI Alvor;
Escola Básica de Vendas;
Escola Básica José Sobral;
EB de Pedra Mourinha;
EB1 Montes de Alvor;
Jardim-Escola João de Deus de São Bartolomeu de Messines;
Jardim-escola João de Deus – Tavira;
EB de Monte Gordo.