COVID-19: Portimão testa alunos de turmas onde se detete um caso

  • Print Icon

Objetivo é «antecipar a identificação de casos positivos».

Na sequência da decisão tomada no dia 23 de novembro pela Subcomissão Permanente de Proteção Civil para a COVID-19, o município de Portimão vai assegurar testes rápidos de antigénio a todos os alunos de uma turma onde se registe qualquer caso de infeção pelo novo Coronavírus e que ainda não se encontrem vacinados, como forma de diminuir a cadeia de contatos, nomeadamente entre familiares.

Esta medida preventiva, concretizada em estreita colaboração com a delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), surge na sequência do aumento do número de casos que se tem verificado na comunidade educativa, assim como a existência de um largo espaço temporal entre a identificação de um caso positivo e a realização do teste aos alunos que se encontram em isolamento.

Este procedimento só é possível através das diligências do Serviço Municipal de Proteção Civil de Portimão, em estreita colaboração com as entidades de saúde pública, agrupamentos escolares do concelho e a delegação de Portimão da CVP.

O objetivo desta ação, segundo o município, «visa antecipar a identificação de casos positivos que, de outra forma, podem contribuir para a disseminação mais alargada da doença através do contágio de familiares que coabitam com a criança, permitindo detetar e isolar com maior rapidez os casos positivos dentro de cada turma afetada».