Casa do Escuteiro de Lagoa é «para todos os que partilham do ideal do Escutismo»

  • Print Icon

Direção do Núcleo da Fraternidade de Nuno Álvares de Lagoa, em fase final de mandato, traça um balanço sobre a «Casa do Escuteiro».

«Este projeto não é para o Núcleo de Lagoa da Fraternidade de Nuno Álvares (FNA) de Lagoa. É um projeto para todos os que partilham do ideal do Escutismo», diz Paulo Paias, presidente do Núcleo de Lagoa da FNA e por inerência diretor da «Casa do Escuteiro» da FNA Lagoa.

Estando a direção do Núcleo da FNA de Lagoa em fase final de mandato, é importante transmitir «a satisfação com que olhamos para estes últimos três anos em que, apesar da pandemia, foi possível realizar o principal objetivo a que nos propusemos e que foi reativar este projeto, realizar trabalhos de manutenção necessários e colocar à disposição do Movimento Escutista e Guidista este fantástico espaço, aproveitando para divulgar o concelho de Lagoa».

Com o encerramento da «Casa do Escuteiro» durante a pandemia, «aproveitámos para realizar obras de recuperação há muito necessárias e que temos que assumir ao abrigo do protocolo assinado com a autarquia de Lagoa, uma vez que toda a manutenção é da responsabilidade do Núcleo de Lagoa da Fraternidade de Nuno Álvares. Foram assim realizados trabalhos de limpeza geral do campo, reparação de fachadas e cobertura, tratamento e pintura de fachadas, entre outras», diz.

O Centro de Acolhimento a Atividades Escutistas «Casa do Escuteiro» surge em Lagoa em 2007, ano do Centenário do Escutismo Mundial, como resposta a um desafio lançado ao Núcleo de Lagoa da Fraternidade de Nuno Álvares «no sentido de rentabilizar uma antiga Escola Primária que estava devoluta e sem projetos de rentabilização à vista. O estado de conservação do espaço ainda não era de degradação mas para lá caminhava, carecendo em todo o caso de obras de remodelação de forma a que fosse possível adaptar as condições existentes ás necessidades mínimas para realização de atividades Escutistas».

Assim nasce este projeto que o Núcleo de Lagoa da Fraternidade de Nuno Álvares abraça como sua principal missão de Serviço seguindo o lema da nossa associação «Alerta para Servir».

Com a colaboração da Câmara Municipal de Lagoa foi possível, «e só com este apoio registe-se, realizar todas as adaptações ao espaço e estabelecer um protocolo que permite desenvolver este projeto. Os sucessivos executivos municipais têm sempre acarinhado este projeto até á presente data, não podendo deixar de reconhecer a todos pela simpatia, disponibilidade, colaboração e apoio prestados ao Núcleo de Lagoa da Fraternidade de Nuno Álvares e em especial a este projeto», acrescenta Paulo Paias em nota enviada à redação do barlavento.

«Importa ressalvar o importante apoio que a Câmara Municipal de Lagoa continua. Estamos gratos pela confiança que continuam a depositar em nós».

Paulo Paias, presidente do Núcleo de Lagoa da FNA e por inerência diretor da «Casa do Escuteiro» da FNA Lagoa.

O «Servir», neste caso, «tem como principal objetivo proporcionar condições para que as associações Escu(o)tistas e Guidistas que trabalham com jovens possam ali desenvolver as suas atividades quer como espaço principal ou como base para a sua realização. Pode ser colocado ao dispor da nossa própria associação de Escuteiros Adultos (Fraternidade de Nuno Álvares) quer para realização de atividades, quer para utilização como base para uma visita ao concelho e consequentemente ao Algarve por parte de associados com as suas famílias. Assim tem acontecido ao longo dos anos e são já muitos os jovens e adultos que conhecem a Casa do Escuteiro da FNA Lagoa».

«Atualmente temos uma visão mais abrangem quando divulgamos o espaço porque consideramos que deve ser bem mais abrangente, incluindo os Escoteiros e as Guias, associações irmãs neste ideal de vida», acrescenta.

«Consideramos que este projeto é uma mais.valia para o Escutismo no concelho, na região e até a nível Nacional pela criação de mais um espaço que permite a realização de atividades no âmbito deste movimento de formação de jovens e estilo de vida para adultos (tal como afirmava o nosso fundador) que é o Escutismo».

«Também com grande satisfação temos vindo a ser visitados por grupos oriundos de associações de outros países, como é o exemplo recente de um grupo da Associação de Guias Católicas da Bélgica e outro da Associação de Escoteiros e Guias da Áustria, que com a redução das limitações provocadas pela pandemia escolheram Portugal e o Algarve para as suas atividades de verão tendo em conta provavelmente a evolução positiva que a pandemia teve em Portugal, a segurança e claro o bom clima caraterístico em particular do Algarve».

Também no inicio da época Escutista passada, «tivemos o gosto de ter sido selecionados para instalar no nosso Campo a Base Nacional da FNA e a Base Regional do CNE durante o Jota/Joti. Atividade que muito nos honrou e muita alegria trouxe ao campo tal como para toda a zona envolvente com a movimentação de jovens escuteiros em atividades diversas».

A Fraternidade de Nuno Álvares é uma Associação de Escuteiros Adultos, constituída por antigos associados do Corpo Nacional de Escutas e com uma distribuição nacional. O núcleo de lagoa continua a sua campanhas de angariação de novos associados, pelo que, quem estiver disponível para estar «Alerta para Servir».

O Centro de Acolhimento a Atividades Escutistas «Casa do Escuteiro» fica situado na antiga Escola Primária de Alfanzina na Estrada Municipal 1273 que liga o Poço Partido (Carvoeiro) à Praia de Benagil no Concelho de Lagoa. Pode ser contactada por telemóvel (912 172 022) ou email (lagoa.nuc.alg@fna-escuteiros.pt).