Associações de Pais do Algarve querem apoio das forças militares

  • Print Icon

Federação Regional de Associações de Pais do Algarve (FRAPAL) defende o encerramento das escolas da região para «minimizar a propagação» do novo coronavírus.

Em comunicado enviado às redações hoje, quinta-feira, dia 12 de março, a Federação Regional de Associações de Pais do Algarve (FRAPAL) defende que o fecho das escolas, seria uma medida de «confinamento dos alunos a lugares onde haverá menos contacto social e, por sua vez, minimizando a propagação do vírus» COVID-19.

«Lembramos que, da mesma forma que toda a comunidade escolar desse início a este processo, todos os restantes serviços, comércio e espaços frequentados pelo público em geral deveriam seguir o mesmo rumo».

«Só com uma iniciativa concertada conseguimos ter frutos e minimizar a potencial disseminação do surto», defende aquele coletivo que pede «o apoio do governo e das forças militares para auxiliarem neste processo sem precedentes em Portugal».

A FRAPAL não esconde que será «muito complicado para muitas famílias este cenário, mas se não existir um esforço, uma consciência e sacrifício de todos, não será mais do que um período de férias, onde talvez, fosse melhor, continuarmos com as escolas abertas», ironiza o comunicado assinado pelo presidente Nuno Sousa.

Por fim, a FRAPAL apela «à consciência de cada um para que cumpram escrupulosamente todas as indicações da Direção-Geral de Saúde (DGS) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) e que olhem para este problema como um problema global e não como uma preocupação pessoal».