Albufeira assinala o Dia Internacional das Cidades Educadoras

  • Print Icon

Albufeira assinala o Dia Internacional das Cidades Educadoras com um programa diversificado de atividades, a decorrer de 27 de novembro a 24 de dezembro.

No próximo dia 30 de novembro comemora-se o Dia Internacional das Cidades Educadoras, este ano sob o lema «Cidade Educadora não Deixa Ninguém para trás».

Membro da Rede Territorial das Cidades Educadoras desde 2007, o município de Albufeira organizou um programa diversificado de atividades, a decorrer de 27 de novembro a 24 de dezembro, que tem por objetivo destacar o compromisso da autarquia com a problemática da Educação, nomeadamente no que respeita à sua preocupação com as questões que se prendem com a identidade e a inclusão cultural de todas as pessoas que vivem no concelho.

No dia 27 de novembro, o programa tem início às 15h00, na Sala de Extensão do Arquivo Histórico de Albufeira, com a leitura do Manifesto das Cidades Educadoras e a entrega da Carta Educativa aos representantes de várias associações culturais do concelho.

A música e a dança de diferentes partes do mundo também estão representadas e têm como principais protagonistas um Coro de Gospel, Dança e Capoeira (Associação de Capoeiragem do Sul – Muzenza Algarve) e um Coro Ucraniano.

O programa conta, ainda, com a participação de Rui Carvalho, presidente do júri da Maratona Fotográfica «Imagens entre Culturas», que falará sobre a importância da fotografia como registo histórico. Segue-se a entrega dos prémios da Maratona Fotográfica pela Cônsul Geral da Guiné Bissau em Portugal, Josefia Kosta.

O programa do dia 27 termina com a inauguração da Exposição de Rua «Albufeira: passado e presente, pertença de todos», na Esplanada Dr. Frutuoso da Silva.

Trata-se de uma mostra fotográfica que pretende retratar a construção da identidade coletiva de Albufeira, desde a vila piscatória de outrora à chegada dos primeiros turistas, passando pela atualidade, onde o cosmopolitismo e a vivência multicultural das ruas espelha a essência acolhedora de um concelho, onde todos encontram um lugar para ficar.

Com vista a dar a conhecer a exposição a toda a população do concelho, a mesma terá uma versão itinerante que passará por todas as freguesias, de acordo com a seguinte calendarização:

29 a 3 de dezembro – antigo edifício da Junta de Freguesia de Olhos de Água;
6 a 10 de dezembro – edifício da Sociedade Musical e Recreio Popular de Paderne;
13 a 17 de dezembro – edifício da Junta de Freguesia de Ferreiras;
20 a 24 de dezembro – Mercado Municipal da Guia.

Entre 29 de novembro até ao dia 3 de dezembro, das 9h30 – 12h30, estão previstas várias atividades na sala de extensão cultural do Arquivo Histórico, nomeadamente a demonstração de Tapeçaria em Tear Manual (Santa Casa da Misericórdia de Albufeira), a Arte de Coser Redes (Associação dos Profissionais de Pesca), Estúdio de Fotografia Antiga (Arquivo Histórico de Albufeira), Empreita e Costura de Talegos (artesãs da Divisão de Educação do Município de Albufeira), Encadernação Artesanal (Arquivo Histórico), Construção de Brinquedos de Cana (artesã Ana Barradas) e Construção de Berimbau (Associação Muzenza).

Excecionalmente as atividades no dia 1 de dezembro irão decorrer entre as 9h30-12h30/ 14h00 – 17h00. As inscrições para participar nas atividade deverão feitas através de email (arquivo.historico@cm-albufeira.pt). Informações adicionais podem ser pedidas por telefone (289 599 638/ 289 598 876).