Portimonense sofre goleada «de mão cheia» frente ao Benfica (1-5)

  • Print Icon

Algarvios entraram bem na partida mas superioridade encarnada tornou-se esmagadora com o decorrer da partida.

O Portimonense recebeu o Sport Lisboa e Benfica hoje, quinta-feira, dia 22 de abril, tentando dar sequência a uma série de três vitórias consecutivas.

Paulo Sérgio apostou em Fabrício e Salmani no 11 inicial, e os resultados da «ousadia» fizeram-se notar para os alvinegros, apesar do maior ascendente encarnado durante quase toda a primeira parte.

É que, aos 43 minutos, Aylton Boa Morte desmarcou o inevitável Beto que, na cara de Helton Leite, não facilitou e atirou forte para o fundo das redes, fazendo o 1-0.

O golo fazia adivinhar uma noite feliz para a turma de Portimão, mas foi esperança que rápido desvaneceu.

Ainda antes do intervalo, no período de compensações da etapa regulamentar, Pizzi surgiu na área algarvia e, com classe, empatou a contenda.

O regresso dos balneários trouxe um Benfica ainda mais dominante e que fez o que quis do setor defensivo do Portimonense. Os algarvios iam acumulando erros de marcação e não tinham pedalada para a rapidez das águias.

Como aos 50 minutos, quando Darwin Nuñez superou a oposição de Maurício e Lucas Tagliapietra e adiantou os forasteiros no placard.

A equipa de Jorge Jesus não tirou o pé e chegou ao terceiro à passagem do minuto 64. Desta feita foi Diogo Gonçalves a cruzar rasteiro e Seferovic, completamente solto no coração da área, a rematar para o 1-3.

Nove minutos depois, o dianteiro suíço repetiu a fórmula, desta feita respondendo a um cruzamento de Grimaldo, e fez o quarto.

O Portimonense estava, naturalmente, no tapete, e ainda sofreu mais um, já em período de descontos. A mão foi cheia por Everton, que ultrapassou Samuel Portugal e, já sem oposição do keeper dos algarvios, rematou para a baliza e colocou ponto final na marcha do marcador.

Com este resultado, a equipa de Paulo Sérgio fica no 10º lugar com 32 pontos. Na próxima jornada, o Portimonense desloca-se ao Estádio de São Luís, terça-feira, dia 27 de abril, às 21h45.