Portimonense perde com o FC Porto (3-1) e já é último no campeonato

  • Print Icon

Tarefa não se adivinhava fácil no terreno dos detentores do título. Conjunto algarvio começou a ganhar, mas acabou por permitir a reviravolta portista.

O Portimonense apresentou-se em campo com quatro alterações em relação à equipa que perdeu com o Santa Clara na última jornada. Paulo Sérgio lançou de início Moufi, Lucas Possignolo, Beto e Aylton Boa Morte, nos lugares de Fabrício, Pedro Sá, Welinton e Fali Candé.

E a verdade é que, a defrontar o Campeão Nacional no Estádio do Dragão, os algarvios não se amedrontaram e entraram por cima do jogo, tendo mesmo conseguido marcar o primeiro golo deste fim de tarde. Foi aos 15 minutos, quando Moufi tirou um belo cruzamento para Beto, de cabeça, fazer o tento.

Os dragões responderam logo no minuto seguinte, com Uribe, em plena área, a ter oportunidade de empatar, mas o remate acabou por sair por cima. Depois, aos 30 minutos, foram novamente os alvinegros a apontar à baliza azul e branca, mas o cabeceamento de Lucas Possignolo saiu ao lado.

O FC Porto continuou a carregar, naturalmente, fazendo-se valer do fator casa e da maior qualidade do plantel, chegando sem surpresa ao empate mesmo ao cair do pano da etapa regulamentar, já corria o minuto 45+3. Após um canto de Sérgio Oliveira, Mbemba superiorizou-se aos oponentes e cabeceou para o fundo das redes.

Após o intervalo, chegou o segundo golo dos dragões, logo aos 46 minutos. Novamente Sérgio Oliveira a executar um excelente cruzamento para a cabeça de Taremi, com o avançado iraniano a não enjeitar a oportunidade para o 2-1.

As coisas não iam correndo bem ao Portimonense e, para ajudar à festa, Lucas Fernandes lesionou-se e não conseguiu continuar em jogo (58′). Para o seu lugar entrou Fernando Medeiros.

Os portistas dominaram a segunda metade e estiveram muito perto do terceiro aos 78 minutos, quando Marega e Taremi combinaram e isolaram Sérgio Oliveira na frente de Samuel Portugal, com o guardião alvinegro a fazer uma grande defesa que impediu o golo caseiro.

O Portimonense ainda ameaçou o empate à passagem do minuto 83, após um canto, com Dener a cabecear ao lado, mas acabou por ser mesmo o FC Porto a marcar novamente e sentenciar o jogo. Corona, no flanco direito, assistiu Sérgio Oliveira, que desta vez não desperdiçou e dilatou o resultado.

Com este resultado, a turma de Portimão mantém os quatro pontos no campeonato, ocupando agora o último lugar da classificação. Na próxima jornada, os homens de Paulo Sérgio recebem o Nacional da Madeira. A partida está marcada para domingo, 29 de novembro, às 15h00.