Portimão reforça vigilância nas áreas rurais devido ao risco de incêndio

  • Print Icon

Conjunto de medidas preventivas vai vigorar até às 23h59 do dia 15 de julho.

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Portimão (CMPC), em reunião extraordinária realizada ontem, dia 11 de julho, deliberou aprovar um conjunto de medidas de autoproteção e de antecipação, a implementar no terreno como resposta a uma eventual ocorrência de incêndio rural.

As medidas, em vigor até às 23h59 de 15 de julho, relacionam-se com a passagem ao Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho em todo o território continental, na sequência do despacho de Situação de Contingência emitido no âmbito da Lei de Bases da Proteção Civil, devido ao agravamento da severidade meteorológica.

Em consequência, o Centro Municipal de Emergência de Proteção Civil de Portimão (CMEPC) emitiu um comunicado técnico operacional, onde constam medidas como «o reforço da vigilância nas áreas rurais e de interface periurbano, a proibição de utilização de fogo de artificio e a mobilização de cem por cento do efetivo do Corpo de Bombeiros de Portimão, assim como o pré-posicionamento de meios de reforço ao Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais nas zonas de maior perigo», nomeadamente «uma brigada de combate a incêndios com máquina de rastos no Kartódromo Internacional do Algarve, uma equipa de combate a incêndios com máquina de rastos na Senhora do Verde e uma máquina de rastos no Rasmalho».

Proteção Civil - Portimão

Também haverá reforço da monitorização através da Sala Municipal de Operações e Gestão de Emergências (SALMOGE) do CMEPC de Portimão e o aumento de prontidão dos mecanismos de sustentação logística alimentar, sendo igualmente definidas zonas de concentração e apoio da população em cada freguesia, reforçada a capacidade logística com meios e recursos de apoio à sustentação das operações dos vários agentes de Proteção Civil e entidades cooperantes.

Destaque ainda para a monitorização aérea com recurso a drone nos períodos mais críticos e para a prontidão e enquadramento de guias, no sentido de facilitar o acesso a meios de combate provenientes de outras zonas do país, bem como a articulação com os oficiais de segurança local dos programas «Aldeia Segura» e «Pessoas Seguras».

Na reunião de ontem também foi decidido adaptar os mecanismos de coordenação e sustentação logística do Posto de Comando Municipal (PCMun), a funcionar 24 horas por dia enquanto vigorar a Situação de Contingência, «assegurando uma efetiva monitorização, com vista a antecipar a reação a qualquer ocorrência de forma integrada, musculada e fulminante, face ao incremento do risco de incêndio rural».

Por fim, será aumentada a prontidão da Comissão Municipal de Proteção Civil de Portimão, «para assegurar a plena e atempada coordenação institucional e gestão da participação dos meios e recursos de cada força na prevenção, combate e assistência às eventuais ocorrências que se registem no concelho».