Obras na Estrada de Quelfes causam polémica partidária

  • Print Icon

Obras na Estrada de Quelfes iniciaram-se em janeiro com um prazo previsto de execução de 365 dias… mas estão paradas.

O PSD Olhão, vem «exigir uma clarificação dos tempos e trabalhos previstos» que decorrem na Estrada Nacional (EN) 398, em Quelfes, solicitando, a pedido da Comissão Pública, uma visita ao local e uma reunião com Ricardo Calé, vereador responsável pelas obras públicas, e com o empreiteiro da obra em curso.

Segundo nota de imprensa enviada à redação do barlavento na manhã desta terça-feira, dia 6 de setembro, «este pedido surge na sequência da presença de uma Comissão de Moradores e Comerciantes, afetados pelas obras na Estrada de Quelfes, na reunião de Câmara de 24 de agosto, na qual apresentaram uma petição com os problemas decorrentes da suspensão dos trabalhos neste troço».

Nesta mesma Reunião de Câmara, e de acordo com a força política, o vereador Ricardo Calé «comprometeu-se, com os representantes da referida Comissão, a agendar com a maior urgência possível uma visita ao local da obra, na presença do empreiteiro, no sentido de apurar o andamento dos trabalhos».

Na sequência da formalização por escrito deste pedido, solicitou-se que estivesse presente um representante da Comissão e um membro da bancada municipal do PSD, tendo sido também requerido o projeto da obra em questão.

Para António Andrade, presidente do PSD Olhão, «urge apurar quais as verdadeiras razões das dificuldades do empreiteiro que justifiquem a lentidão dos trabalhos, sem fim à vista. É de extrema importância clarificar o ponto de situação da obra, com prazo de execução previsto de 365 dias, por se verificar, uma vez mais, uma gestão danosa por parte do executivo Socialista do município».

O PSD Olhão «está solidário com os fregueses de Quelfes, que têm sido severamente lesados, e vai lutar pelo desenrolar desta obra, para que a normalidade e a qualidade de vida sejam restabelecidas com a maior brevidade possível. Acreditamos que, pelo facto de termos pedido esta reunião e o apuramento de responsabilidades, tenhamos já contribuído para a retoma dos trabalhos suspensos há largas semanas na freguesia», apontam os social-democratas.