GNR lamenta morte de militar em acidente junto ao Autódromo

  • Print Icon

Um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR) morreu em serviço, ontem, dia 6 de novembro, num acidente de viação, na zona do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

Do acidente resultou, ainda, um ferido ligeiro e um ferido grave, respetivamente condutor e passageiro da viatura ligeira de passageiros.

Em comunicado, a GNR lamenta «com profundo pesar a morte do militar interveniente no acidente. Neste momento de luto para toda a família da Guarda Nacional Republicana, endereçam-se os sentidos pêsames e apoio à família do nosso militar».

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, em comunicado, informa que «foi com profundo pesar que tomei conhecimento da morte do Primeiro-Sargento João Fernandes, 45 anos, do Destacamento de Trânsito de Faro da Guarda Nacional Republicana, vítima de um acidente de viação em serviço na zona do autódromo internacional de Portimão e de que resultou ainda um ferido grave».

«Neste trágico momento, em meu nome pessoal e do governo, endereço os meus mais sentidos pêsames à sua família, aos amigos e à Guarda Nacional Republicana, a quem aproveito para enaltecer o esforço permanente e o profissionalismo dos seus militares para garantir a segurança das populações».