Fortaleza de Sagres será palco da «Semana do Livro e da Terra»

  • Print Icon

Haverá também atividades para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

A Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg) promove, de 18 a 25 de abril, a «Semana do Livro e da Terra» na Fortaleza de Sagres, uma iniciativa que também se estende à Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe.

O evento arranca na segunda-feira, dia 18 de abril, Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, este ano dedicado ao tema «Património e Clima», com a abertura de uma Mostra de Artesãos promovida pelas Juntas de Freguesia de Sagres, de Vila do Bispo e Raposeira, e de Budens.

O certame terá lugar na sala multiusos da Fortaleza de Sagres e tem abertura marcada para as 15h00. Esta iniciativa prolonga-se até ao dia 25 de abril, entre as 10h00 e as 17h30.

No mesmo dia, às 16h00, terá lugar uma conversa com Ana Carla Cabrita e Ana Luísa Simões, autoras do livro 200 Plantas do SW Alentejano & Costa Vicentina, com moderação de Dário Teixeira, mentor do Clube do Livro e Biblioteca de Sagres.

A programação prossegue no dia 20 de abril, quarta-feira, com mais um momento de conversa, desta feita com Goretti Costa, sobre o seu livro Bully, e sobre um flagelo social e problema complexo, que decorre habitualmente em meio escolar – o bullying. A atividade é direcionada para a comunidade escolar e famílias e irá acontecer das 10h00 às 12h00.

Também na quarta-feira, às 15h00, o escritor Nuno Campos Inácio vai estar no auditório da Fortaleza para apresentar a sua obra Dicionário Enciclopédico das Famílias de Barão de São Miguel.

A 21 de abril, é a vez de Ana Luísa Gaspar apresentar o seu livro Três Pontinhos – fábulas da costa vicentina, às 15h00, numa conversa moderada novamente por Dário Teixeira. Será ainda apresentada a exposição das ilustrações desta obra, da desenhadora Maria Gaia Gaspar.

Para o Dia Mundial da Terra, assinalado a 22 de abril, está prevista a partir das 10h00 uma atividade direcionada para a comunidade escolar, a acontecer na Ermida de Nª Sra de Guadalupe.

A partir de uma conversa com um pastor local, José Carlos Candeias, em torno da sua vivência e experiência, seguida de uma exploração poética, será desenvolvido um atelier educativo que resultará na criação de um mural coletivo.

No dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, às 15h00, decorre outro momento de conversa com Dário Teixeira e com o escritor Luís Barriga, em torno dos livros Sombra e Sol, Vai a rua a duas cores e Mais sol que sombra. No período da tarde, às 16h00, todos os presentes serão convidados para a leitura de textos selecionados, em voz alta, em redor da Rosa dos ventos.

A semana cultural termina no dia 25 de abril, Dia da Liberdade, data em que serão oferecidos cravos vermelhos aos primeiros 25 visitantes da Fortaleza de Sagres.

O programa completo pode ser descarregado aqui.

Há a registar ainda uma atividade ligada ao Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS), que decorrerá nas Ruínas Romanas de Milreu. Será a visita «O Sujo e o Limpo nas Ruínas Romanas de Milreu», com duas sessões previstas a acontecer no dia 18 de abril, às 10h30 e às 14h30, com a orientação de Rui Parreira, Diretor de Serviços e Bens Culturais.

As entradas na Fortaleza de Sagres, Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe e Ruínas Romanas de Milreu serão gratuitas no dia 18 de abril (DIMS).

A Ermida de Nª Sr.ª de Guadalupe estará excecionalmente aberta, à segunda-feira, de modo a assinalar a efeméride. Serão ainda oferecidas publicações aos primeiros 20 visitantes destes três monumentos.