Feira de Caça, Pesca, Turismo e Natureza regressa a Albufeira

  • Print Icon

Certame vai para a sua 24ª edição e será a segunda a acontecer em Albufeira. Concerto de Tony Carreira promete ser o momento alto de «três dias intensos».

A Marina de Albufeira prepara-se para acolher, entre os dias 8 e 10 de julho, a 24ª edição Feira de Caça, Pesca, Turismo e Natureza, com atividades temáticas, tasquinhas gastronómicas e propostas musicais que compõem um cartaz feito «com muito amor e carinho», descreveu Vítor Palmilha, presidente da Federação de Caçadores Algarvios (FCA), uma das entidades que organiza o certame.

Na apresentação do evento à imprensa realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, hoje, terça-feira, dia 28 de junho, o dirigente afirmou o «orgulho e honra para a FCA, para os caçadores algarvios e portugueses em poderem voltar a Albufeira para esta segunda edição na cidade».

Ao todo, o evento contará com 2000 metros quadrados de área coberta. O programa irá destacar uma mostra de raças autóctones algarvias, assim como exposições de aves, de árvores exóticas, de falcoaria, de máquinas e equipamentos agrícolas, de matilhas e ainda de fauna viva, às quais se junta um conjunto de demonstrações nas quais se incluem momentos com Cães de Parar e com a cinotecnia da PSP e GNR, entre outros atrativos.

Está prevista a estreia em Albufeira de um aquário com 13 metros de comprimento e três metros de largura e haverá espaço para atividades gastronómicas como o Concurso de Mel do Algarve.

Vítor Palmilha destacou um momento que promete fazer mexer, e de que maneira, o recinto: o concerto de Tony Carreira, na sexta-feira, 8 de julho, dia de abertura do evento. Segundo o responsável, «há já várias excursões preparadas, de diversos pontos do Algarve» para ver o reconhecido artista português. No sábado, dia 9, será a vez da jovem Bárbara Tinoco atuar e no domingo, dia 10, sobem ao palco Valter Cabrita e José Praia e Aqua Viva.

No domingo, às 9h30, decorrerá o colóquio A problemática da caça em Portugal e suas patologias, no Hotel NAU – São Rafael Atlântico, que trará «alguns dissabores aos caçadores», admitiu Palmilha.

«A peste suína é já uma questão de saúde pública, chegou a França e a Itália» e por isso, estará presente a diretora geral de Alimentação e Veterinária, Susana Pombo, «que trará uma notícia que não vai agradar os amantes da caça maior. Temos, contudo, de encarar esta situação», alertou Vítor Palmilha, embora sem avançar qual será a comunicação negativa.

Para o período da tarde, está prevista a visita de entidades oficiais, com a presença de João Paulo Catarino, secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas.

Por sua vez, José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, enalteceu a importância de acolher uma segunda edição na cidade. «Não podíamos deixar cair isto de ânimo leve, mesmo com a conjuntura económica negativa no mundo», sublinhou.

Sobre a localização, o autarca admitiu que quer ajudar a fazer vingar o espaço da Marina de Albufeira. «No primeiro ano tivemos de desbravar terreno. Foi uma luta, mas travada com todo o sucesso. Agora, muito do trabalho está feito e a organização será mais fácil».

A entrada será livre durante todo o evento.