Farense raçudo obrigou Benfica a «escorregar» no Estádio de São Luís

  • Print Icon

Mítico São Luís recebeu, nesta 20ª jornada da Liga NOS, o Sport Lisboa e Benfica. Algarvios ainda assustaram o gigante lisboeta, mas o nulo permaneceu e o Farense somou o terceiro jogo consecutivo sem perder, o primeiro no campeonato sem sofrer golos.

Jorge Costa teve de mexer na defesa em virtude do castigo a Alex Pinto. Sem Tomás Tavares, impedido de jogar por estar emprestado pelo Benfica, o técnico dos Leões de Faro apostou em Bura no flanco direito da defesa.

E foi uma bela primeira parte aquela que Farense e Benfica proporcionaram. A primeira grande chance foi mesmo dos algarvios, quando Jonathan Lucca isolou Pedro Henrique que, na cara de Helton Leite, perdeu uma soberana chance de marcar à sua antiga equipa (14′).

As águias responderam por Everton, que aos 19 minutos, à entrada da área, disparou para uma defesa exuberante de Defendi. Depois, aos 26 minutos, foi Darwin a responder a um cruzamento de Nuno Tavares, atirando ligeiramente ao lado.

Os encarnados iam tendo algum ascendente mas o Farense ia conseguindo suster as investidas adversárias, mantendo alguma solidez na defesa.

A verdade é que a turma da capital algarvia conseguiu mesmo introduzir a bola na baliza aos 40 minutos. Lucca lançou Licá, que respondeu com um portentoso remate para o fundo das redes lisboetas. No entanto, o VAR deu ordem a Hugo Miguel para anular o tento, por um fora de jogo do avançado português, mantendo-se a igualdade até ao descanso.

Farense Benfica
Fotografia: Nelson Ferreira

A segunda parte começou com duas equipas mais cautelosas e a manter o grande espírito combativo.

O primeiro lance digno de destaque deu-se ao minuto 60, para a equipa visitante, quando Rafa surgiu na cara de Defendi mas viu o guardião brasileiro negar-lhe o golo com uma grande saída. Nove minutos depois, foi Pizzi a aparecer à entrada da área e a atirar ao poste.

Jorge Costa tentou dar outra alma ao Farense e mexeu na frente de ataque aos 70 minutos, lançando Djalma para os seus primeiros minutos ao serviço dos leões de Faro, no lugar de Madi Queta.

Mas foi o Benfica a criar novamente perigo. Desta vez, ao minuto 74, Seferovic tentou aproveitar uma sobra na área algarvia mas acabou por rematar por cima.

A turma algarvia respondeu ao minuto 77, pelo inevitável Ryan Gauld. O escocês surgiu descaído pela esquerda e rematou para uma defesa apertada de Helton Leite. Volvidos três minutos, Rafa teve um péssimo alívio e colocou a bola nos pés de Djalma, que não conseguiu aproveitar o brinde.

Até ao fim, o Benfica bem tentou desfeitear a defensiva dos algarvios mas sem sucesso. Os homens de Faro seguraram sempre o ímpeto lisboeta e garantiram mais um precioso ponto na luta pela manutenção.

Assim, o Farense soma agora 18 pontos e fica no 15º lugar da Liga NOS. Na próxima jornada do campeonato, os algarvios deslocam-se a Famalicão, sábado, dia 27 de fevereiro, às 15h30.