Farense perde frente ao Sporting com penálti ao cair do pano

  • Print Icon

Turma de Faro jogou bem e aguentou o empate até perto do fim, sucumbindo a um penálti em cima do minuto 90.

Sérgio Vieira apostou numa linha defensiva de recurso, sem qualquer jogador a alinhar na posição de origem, para tentar contrariar o poderio leonino.

E a verdade é que a turma algarvia, aos seis minutos de jogo, quase surpreendeu o Sporting, por intermédio de Ryan Gauld, de regresso a Alvalade. O escocês, na raça, conseguiu penetrar na área dos leões e obrigou Adán a uma defesa apertada.

Os farenses conseguiram causar grandes transtornos ao Sporting durante grande parte da primeira metade, com uma grande solidez em todos os setores mas, essencialmente, no miolo e na defesa.

Já no período de descontos da etapa regulamentar, Hugo Seco, após um grande trabalho, assistiu Gauld, que rematou para as mãos do keeper espanhol dos lisboetas.

Logo na resposta, foi Tiago Tomás a conseguir espaço na área algarvia para um remate perigoso ao poste da baliza de Defendi.

A equipa da casa regressou para a segunda metade com vontade de mudar o rumo aos acontecimentos e, logo aos 52 minutos, Pedro Gonçalves, melhor marcador do campeonato, viu Defendi negar-lhe um golo com uma boa defesa.

Ao minuto 69, Tabata obrigou Defendi a sacudir, para canto, uma tentativa de cruzamento que quase dava golo.

O Farense fez, efetivamente, uma boa exibição. Mas, aos 87 minutos, Defendi falhou a saída a um cruzamento de Tabata e acabou por socar a cabeça de Feddal, provocando uma grande penalidade para o Sporting. Defendi, que já tinha amarelo, acabou por ser expulso por acumulação.

Após demorada consulta ao VAR, que validou o penálti, já para lá dos 90 minutos, Sporar atirou para o fundo das redes e garantiu os três pontos para o Sporting, voltando a turma algarvia a ser castigada nos últimos minutos de uma partida.

Com este resultado, o Farense mantém os oitos pontos e fica, à condição, na 16ª posição do campeonato.