Farense «não fez Faísca» e perdeu em casa frente ao Leixões por 0-1

  • Print Icon

Leões de Faro voltaram a jogar quase um mês depois da última partida, fruto de vários adiamentos motivados por surtos COVID-19 em diferentes adversários. Vasco Faísca teve uma estreia pouco feliz no comando do Farense, coroada com uma derrota caseira.

O novo técnico dos algarvios dispôs a equipa num sistema com três centrais, apresentando um 11 inicial com algumas novidades nesta partida frente ao Leixões, a contar para a 18º jornada.

A turma de Faro entrou pressionante e com vontade de mostrar créditos na estreia do novo treinador, mas a verdade é que aos 25 minutos surgiu uma forte contrariedade. Sapara, do Leixões, ganhou a bola dentro da área algarvia e foi, na opinião do árbitro, derrubado por Henrique.

Na conversão do respetivo castigo máximo, o mesmo Sapara iludiu Defendi e fez o primeiro golo da partida.

O anfitriões tentaram responder à contrariedade e criaram perigo ao minuto 35, quando Madi Queta desviou, de cabeça, um livre cobrado por Henrique, obrigando Stefanovic a uma defesa apertada.

O Farense dominava territorialmente a partida mas era incapaz de materializar essa aparente superioridade e criar perigo.

E só não foi para o intervalo com uma desvantagem maior porque já em período de compensação da etapa regulamentar, Defendi agigantou-se e negou o golo a Wendel Silva com uma enorme defesa.

Farense
Foto: Nelson Ferreira

No regresso dos balneários, apareceu um Farense ligeiramente melhor. À passagem do minuto 52, Bruno Paz ganhou espaço na área e atirou ao poste da baliza do Leixões. Poucos segundos depois, foi Henrique a ficar a centímetros do golo.

Vasco Faísca estava pouco satisfeito com o rumo da partida e lançou Vasco Lopes e Mica, para os lugares de Madi Queta e Bruno Paz.

Os leões de Faro carregaram e dispuseram de nova oportunidade ao minuto 74, quando Miguel Bandarra, na ressaca de um pontapé de canto, rematou ao poste da baliza matosinhense. Quatro minutos depois foi Pedro Henrique a ter tudo para empatar a partida, mas a tentativa do avançado acabou por sair fora do alvo.

O jogo encaminhava-se para o fim e os sinais não eram animadores. Vasco Lopes ainda tentou dar um pontapé na derrota, aos 83 minutos, mas Stefanovic negou-lhe os intentos com uma bela estirada.

À semelhança de outras ocasiões ao longo da época, a equipa da capital algarvia mostrou grandes dificuldades na construção de jogo ofensivo. Quando conseguiam criar lances de potencial perigo, a capacidade de finalizar não se evidenciava.

Com esta nova derrota, os algarvios quedam-se no 16º lugar com 14 pontos. Na próxima jornada, o Farense desloca-se a Vila do Conde, defrontando o Rio Ave no domingo, dia 23 de janeiro, às 15h30.