Farense empata em mais um jogo envolto em polémica

  • Print Icon

Algarvios voltaram a pisar o relvado do Jamor para defrontar a B SAD. Nesta 6ª jornada do campeonato estiveram a ganhar até aos 90+7 minutos e….empataram.

Sérgio Vieira mexeu na equipa e lançou, no 11 inicial, Bilel e Mansilla, puxando Ryan Gauld para zonas mais interiores. Na defesa, destaque para a titularidade de Cláudio Falcão a central. E foi mesmo do Farense o primeiro sinal de perigo, logo aos cinco minutos.

Numa jogada rápida de ataque, Fábio Nunes penetrou na área dos anfitriões e assistiu Stojiljkovic, que falhou o golo de forma incrível. Na sequência da jogada, os Leões de Faro dispuseram de um canto e Eduardo Mancha, solto de marcação, cabeceou ao lado.

O jogo caiu numa toada morna e foi preciso esperar até aos 31 minutos para ver novo lance de perigo, novamente para o Farense. Mansilla aparece pelo flanco esquerdo, rematando para uma defesa de Kritsyuk, que desviou a bola para a trave. No ressalto, Bilel decidiu mal e perdeu uma excelente hipótese para colocar o esférico no fundo das redes.

A B SAD respondeu com um lance perigoso saído dos pés de Edi Semedo, que sozinho atirou para uma defesa apertada de Defendi, para canto (45′). Na sequência da bola parada, foi Tiago Esgaio a rematar muito forte para nova defesa do guardião brasileiro.

A segunda metade começou como a primeira – com perigo a rondar a baliza da B SAD. Foi o baixinho Ryan Gauld, que rubricou uma exibição de excelência, a aparecer a cabecear por cima, após um belo cruzamento de Alex Pinto (55′).

A etapa complementar mostrou-se bastante combativa e só aos 69 minutos voltou a ter um verdadeiro motivo de interesse. Hugo Seco, que havia entrado há poucos minutos para o lugar de Bilel, foi derrubado dentro da área e o Farense teve à disposição uma grande penalidade para abrir o ativo. Ryan Gauld foi chamado a bater o castigo máximo, enganou Kritsyuk e abriu o marcador para a turma algarvia.

O timoneiro Sérgio Vieira, ciente da importância dos três pontos para os algarvios, lançou para a partida Lucca e Pedro Henrique, para os lugares de Mansilla e Stojiljkovic. E o avançado brasileiro teve ação preponderante ao minuto 77, quando assistiu Hugo Seco que, dentro da área, foi derrubado para novo penálti. Chamado a converter, com a possibilidade de dar um duro golpe no adversário, Lucca inventou: picou a bola à Panenka, e acertou na trave.

A tarefa complicou-se para o Farense com a expulsão, por cartão vermelho direto, de Pedro Henrique, por alegado pisão propositado ao adversário, em cima do minuto 90. E já para lá dos 97 minutos, no último lance do jogo (o árbitro deu seis minutos de compensação), a B SAD acabou por empatar. Foi Bruno Ramires a surgir no coração da área e a disparar para o fundo das redes.

O Farense soma agora dois pontos no campeonato e, na próxima ronda do campeonato, a 7ª, recebe o Boavista, no domingo, 8 de novembro, às 15h00.