Farense e Rio Ave empatam a uma bola em duelo de candidatos

  • Print Icon

Com o equilíbrio como nota dominante, partida terminou com um empate a uma bola. Fabrício Isidoro fez o golo dos algarvios, que ainda procuram a primeira vitória no campeonato.

Nesta manhã de domingo, dia 15 de agosto, as duas primeiras notas de destaque vão para o tempo muito quente e para o relvado em condições muito débeis, no Estádio de São Luís, em Faro

Jorge Costa apostou num 11 semelhante ao que perdeu em Matosinhos, frente ao Leixões, fazendo uma alteração no miolo: Bura assumiu o lugar de Lucca, numa partida que prometia muitas dificuldades para os leões de Faro.

Os primeiros 20 minutos de jogo foram muito mexidos e a primeira chance para abrir o ativo até foi para os algarvios, mas Elves Baldé, já dentro da área, rematou por cima (6′).

Depois, o Rio Ave ganhou algum ascendente na partida e dispôs de duas boas situações para o golo. Primeiro, Pedro Mendes rematou de fora da área para uma defesa apertada de Defendi (11′). Depois, aos 15 minutos, foi Zé Manuel, na sequência de um canto cobrado por Sávio, a cabecear para uma grande intervenção do guardião brasileiro.

O jogo ia correndo dividido e com menos lances empolgantes…até ao minuto 38, quando estalou a polémica em Faro. Na sequência de um livre por falta ofensiva do Rio Ave, Amine resolveu chutar contra o adversário, que não estava à distância regulamentar, dentro da área.

O problema é que o árbitro, Tiago Martins, aparentemente, fez um gesto a mandar seguir o jogo e, de seguida, outro defesa algarvio agarrou a bola com a mão. Gerou-se muita tensão, o treinador adjunto do Rio Ave acabou expulso por protestos e o juiz da partida aplicou uma decisão conservadora: mandou repetir o livre que deu origem a tudo isto. Sorte para o Farense e ponto final numa primeira parte que se tornou algo quezilenta.

Farense Rio Ave
Foto: Nelson Ferreira

O regresso dos balneários trouxe um Farense diferente, com mais vontade! E isso fez-se notar logo aos 48 minutos. Num lance de ataque algarvio, o guardião dos vilacondenses Jhonatan socou uma bola para a entrada da área. Por lá estava Fabrício Isidoro, que de primeira fez um chapéu sublime que só parou no fundo das redes, num grande golo!

No entanto, a alegria algarvia durou pouco. Num lance em que Amine teve excelentes condições para fazer o segundo golo farense, aos 54 minutos, a bola acabou aliviada para os pés de Gabrielzinho, extremo do Rio Ave que meteu a quinta, ganhou a linha de fundo e cruzou para um auto-golo de Gut. Tudo empatado no São Luís.

Aos 73 minutos, novo lance de perigo e para o Rio Ave. Joca surgiu na cara de Defendi, mas a boa intervenção do keeper brasileiro evitou a vantagem vilacondense.

Já na reta final da partida, ao minuto 86, o Farense teve uma grande oportunidade para desfazer o empate. Após um livre de Elves Baldé, Paollo Madeira teve tudo para fazer o golo mas cabeceou por cima!

A igualdade acabou por prevalecer, ajustando-se ao que aconteceu dentro do relvado. O Farense conquistou, assim, o primeiro ponto neste campeonato. Na próxima jornada, a turma algarvia desloca-se ao reduto do Estrela da Amadora, sábado, dia 21 de agosto, às 11h00.