Escolas de Hotelaria e Turismo algarvias brilham no Estoril

  • Print Icon

As três Escolas de Turismo e Hotelaria do Turismo de Portugal no Algarve conquistaram prémios na edição 2021 dos Hospitality Education Awards.

Três escolas, três prémios em três categorias distintas. O Algarve e a excelência da formação na área de ‘Hospitality’ esteve em destaque na cerimónia de entrega dos prémios da Formação Turística, edição 2021, que decorreu na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril na segunda-feira, 27 de setembro.

As escolas do Turismo de Portugal sediadas em Portimão, Faro e Vila Real de Santo António (VRSA) arrecadaram prémios em três das oito categorias em competição: Melhor Carreira Jovem, Melhor Formador no Digital e Melhor Projeto Educacional.

Arrojado e inovador, o projeto Clube de Ciência Viva da Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de Santo António foi considerado o melhor de todos os projetos educacionais em concurso.

Durante o próximo ano letivo será criado um Clube de Ciência Viva dentro da escola, que irá desenvolver, entre outras atividades, o MED_LAB – Laboratório de atividades e experiências associadas à Dieta Mediterrânica.

Segundo Manuel Serra, diretor da Escola de Hotelaria e Turismo de VRSA, «estes prémios são impulsos positivos para mais e melhor qualificação, melhoria da qualidade dos serviços, desenvolvimento económico e reconhecimento dos territórios».

Nesta edição 2021 dos Hospitality Education Awards, os prestigiados prémios da Formação Turística em Portugal, foi lançada pela primeira vez a categoria Melhor Formador no Digital, tendo em conta o enquadramento da educação nos últimos dois anos.

Abílio Guerreiro, formador na área de Cozinha da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve foi o vencedor, depois de já ter conquistado no ano passado a distinção de Melhor Carreira de Docente no Ensino Profissional.

Abílio Guerreiro fez questão de alertar que as ferramentas digitais, só por si, não chegam para uma educação plena.

«Acredito na educação, acredito na era digital mas há algo que é insubstituível: as pessoas. A emoção também é necessária que passe para o outro lado do ecrã. As pessoas que estão do outro lado têm de sentir essa emoção, para que a nossa mensagem tenha êxito. O Digital permite isso», disse.

No âmbito da aposta numa formação com forte componente digital preconizada pelo Turismo de Portugal para a sua rede de escolas irá ser criado a partir deste ano letivo um Laboratório Digital na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, localizada em Faro.

Este Centro de Recursos será apetrechado com os mais atuais equipamentos audiovisuais e ferramentas digitais, tendo em vista a produção de conteúdos formativos.

Com cinco anos de experiência enquanto formadora e um currículo já sólido na área de Restauração e Bebidas, Daniela Silvestre da Escola de Hotelaria e Turismo de Portimão venceu na categoria de Melhor Carreira Jovem.

Para a jovem formadora, é uma boa oportunidade de destacar o trabalho «menos visível» desenvolvido pelos profissionais.

«Este prémio representa o reconhecimento nacional do meu trabalho, tanto ao nível do front office, aquilo que toda a gente vê e que pode comprovar através do produto final, mas também ao nível do back office, o que está «por trás das câmaras». O trabalho invisível, aquele que ninguém vê, tem de ser feito para que a apresentação final ao cliente seja perfeita», considerou.

Os Hospitality Educations Awards, promovidos pela Associação Fórum Turismo, têm como objetivo dignificar as profissões nesta área e em simultâneo incentivar a formação de excelência, tendo em vista a resposta às necessidades do sector.