COVID-19: Incidência e Rt descem em todo o país

  • Print Icon

Valor de incidência estabilizou e Rt tem descido progressivamente.

A taxa de incidência nacional de infeções pelo vírus SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias desceu hoje para os 419,2 casos, assim como o índice de transmissibilidade que é agora de 0,98.

No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional da Saúde Doutor Ricardo Jorge, assinala-se que a taxa de incidência nacional desceu dos 428,3 casos verificados na quarta-feira para os 419,2.

No continente, este indicador estabilizou, registando o mesmo valor de quarta-feira e de segunda-feira, ou seja, 439,3 casos de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes.

Quanto ao Rt – que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus – desceu de 1,01 notificados na quarta-feira para os 0,98 verificados hoje a nível nacional, mantendo a tendência descendente, quando na segunda-feira estava nos 1,04. No continente o Rt desceu também dos 1,01 para os 0,98.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias – indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia – são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

O nível de risco na matriz de monitorização da pandemia de covid-19 foi alterado na quinta-feira passando a fixar-se em 480 casos por 100 mil habitantes a 14 dias em vez dos atuais 240.

De acordo com o portal do Governo para a COVID-19 na Internet, «a monitorização da evolução da pandemia continuará a ser feita com base nos indicadores de incidência e Rt [índice de transmissibilidade], agora adaptados de acordo com a evolução da vacinação (nível de alerta passa para 240, nível de risco passa para 480)».

A alteração na matriz de risco havia sido sugerida pelos especialistas na reunião no Infarmed, na terça-feira.