Ana Abrunhosa faz périplo pelo Sotavento algarvio

  • Print Icon

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, desloca-se nos dias 21 e 22 de novembro a vários concelhos do Sotavento do Algarve.

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, desloca-se nos dias 21 e 22 de novembro a vários concelhos do Sotavento algarvio para visitar projetos desenvolvidos com o apoio dos fundos europeus geridos na região, em curso ou em fase de conclusão, segundo informa hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve

Amanhã, terça-feira, dia 21 de novembro, a ministra da Coesão Territorial estará em Loulé às 17h00 para visitar os investimentos de infraestrutura científica na área da saúde, promovidos pelo ABC – Algarve Biomedical Center, resultantes da parceria entre a Universidade do Algarve (UAlg) e o Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA).

No valor global de 8,87 milhões de euros, estes dois investimentos visam a criação de um centro de excelência de investigação e tem como objetivo potenciar a cooperação de um conjunto de valências multidisciplinares com elevado impacto na produção científica, proporcionando infraestruturas equipadas com tecnologia de ponta para recrutar com sucesso jovens médicos interessados em desenvolver as suas ideias de investigação com enfâse na investigação translacional e clínica, assente nas seis unidades:

  1. Banco de soro – Seroteca;
  2. Banco público de células do cordão umbilical;
  3. Biobanco;
  4. Centro de investigação entomológica;
  5. Unidade de Investigação Avançada em Tomografia Computorizada;
  6. Laboratório de genética clínica.

Depois, às 19h00 horas, Ana Abrunhosa visitará a ampliação e renovação de Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) da Santa Casa da Misericórdia, em São Brás de Alportel.

Com um investimento total de 3,5 milhões de euros, a operação visa ampliar e renovar o edifício onde funcionam a ERPI, o Centro de Dia e o Serviço de Apoio Domiciliário (SAD), tornando-o num espaço moderno, eficiente e seguro para os utentes com 11 novos quartos com capacidade para mais 22 utentes, uma sala de estar e atividades, com copa, e quatro instalações sanitárias com banho geriátrico.

No final da intervenção, a capacidade do Lar Residencial será de 85 utentes, a do Centro de Dia será 10 utentes e a SAD de 20 utentes.

Na quarta-feira, dia 22 de novembro, a comitiva visita projetos em Faro, Olhão, Tavira e Castro Marim com o seguinte programa:

9h00 – Ampliação, reabilitação e modernização da Escola Básica 2+3 Prof. Paula Nogueira, em Olhão;

Com um investimento total de 4,5milhões de euros, esta operação prevê a ampliação, reabilitação e modernização da Escola Básica 23 Prof. Paula Nogueira, em Olhão, que se encontra degradada, desadequada e desadaptada às necessidades do ensino atual e aumenta a sua capacidade de 20 para 24 salas de aulas, embora o sendo número de turmas mantenha-se igual a 24.

10h15 – Construção do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO – Deficiência) da Casa do Povo do Concelho de Olhão, em Moncarapacho – Olhão;

Com um milhão de euros de investimento, esta intervenção visa remodelar e ampliar em 294 m2 a atual sede da Casa do Povo do Concelho de Olhão – Moncarapacho, com 775 m2 de área bruta inserido num terreno com área total de 2.757 m2, para a instalação de um CAO vocacionado para o apoio a portadores de deficiências, que, pela sua abrangência, pretendeu constituir-se como um CAO de referência para o Concelho de Olhão e as zonas periféricas.

11h00 – Mercado de Moncarapacho, em Moncarapacho – Olhão;

A Requalificação do Mercado de Moncarapacho integra a operação Rede Regional de Mercados Locais – Requalificação, Gestão e Dinamização (3.ª fase) no âmbito PADRE 2020, o qual enquanto projeto intermunicipal compreende duas componentes de investimento, uma que visa a requalificação física dos mercados e a outra componente de gestão, contribuindo para a dinamização da economia local, valorizando os mercados, os produtos de qualidade e beneficiando o comércio dos produtos locais duma forma integrada e articulada e com uma abrangência intermunicipal.

12h00Construção do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO – Deficiência) da Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais (AAPCDM), Faro.

A presente operação pretende contribuir para o aumento da taxa de cobertura dos equipamentos desta natureza na região do Algarve, por forma a promover a inclusão social e a diminuição da discriminação, através da criação de uma nova resposta social e da ampliação de uma resposta já existente, reforçando a resposta da região destinadas às pessoas com deficiência e incapacidade na área da Saúde Mental, especialmente deficitária neste território.

Com um investimento total de 4,16 milhões de euros, o edifício será composto pelo CAO, Lar Residencial (LR), zona administrativa e de serviços, encontrando-se na zona de Administrativa tudo o que é comum às duas resposta sociais, mais concretamente a administração e os serviços de apoio, na zona de CAO, as salas de atividades, de fisioterapia e ginásio, e por último encontramos na zona de LR os quartos e respetiva sala de convívio. A localização do edifício permitirá ampliações futuras, em caso de necessidade. Nesta fase pretende-se uma capacidade para o CAO de 32 utentes e para o Lar Residencial de 30 utentes.

15h00 – Investimentos em infraestruturas e equipamentos de Saúde do CHUA, em Faro

Com um investimento total de 7,19 milhões de euros, esta operação promoveu a requalificação de serviços e equipamentos de saúde de diagnóstico e tratamento no CHUA, nas Unidades Hospitalares de Faro e Portimão, e alguns investimentos na Unidade Hospitalar de Lagos e nos Serviços de Urgência Básica de Albufeira, Loulé, São Brás de Alportel e Vila Real de Santo António.

16h30 – Reabilitação do Cineteatro António Pinheiro, em Tavira

A remodelação e requalificação do Cineteatro António Pinheiro, que passou a contar com a capacidade máxima de 590 lugares (divididos entre o balcão – sentados, e a plateia em pé) dos quais 368 lugares são sentados, é o resultado de um investimento total de 7,69 milhões de euros.

O Cineteatro, enquanto sala de espetáculos, está vocacionado para a apresentação de teatro, dança, música e cinema, mas também poderá ser utilizado como como sala de congressos e workshops, sendo um edifício polivalente. A intervenção no edifício, foi bastante profunda, alterando-o na fachada exterior, e sobretudo no interior, dotando-o das condições, infraestruturas e compartimentações necessárias ao seu perfeito funcionamento e ao desenvolvimento das atividades artísticas e polivalentes previstas.

17h30 – Ciclovia Castro Marim- Altura – Troço Espargosa – EN125 Praia Verde, em Castro Marim

A presente operação diz respeito à construção de ciclovia na EM 125-6, numa extensão de cinco quilómetros, com início na EN 125, no cruzamento que dá acesso à Praia Verde, e terminando na Espargosa (passando pelas povoações de Vista Real, Urbanização Quinta do Sobral e São Bartolomeu), onde vai ligar à extremidade da ciclovia já implantada e de acesso à Vila de Castro Marim, é o resultado de um investimento total de 876 mil euros.

O perfil transversal atual da E.M. 125-6 não dispõe de bermas pavimentadas, pelo que a sua utilização por ciclistas e peões é realizada em condições de muita insegurança.

Com esta intervenção é criada uma faixa ciclável lateral à via atual, com ordenamento e sinalização viária adequados, proporcionando mais segurança aos utilizadores.

O perfil transversal terá 2,5 metros de largura, acrescido de 0,50m de zona de proteção à faixa de rodagem. Será ainda efetuada a drenagem pluvial e colocada sinalização vertical e horizontal, sendo a segregação do corredor ciclável assegurada por desnível com lancil.