Associação de Ginástica do Algarve vence Prémio de Desporto da UE

  • Print Icon

Tibor Navracsics, Comissário Europeu para a Educação, a Cultura, a Juventude e o Desporto, presenteou no dia 21 de novembro, em bruxelas, os três vencedores da edição de 2019 dos Prémios de Desporto #BeInclusive da União Europeia (UE).

Entre eles estava a Associação de Ginástica do Algarve «Ginástica com Todos». Este concurso está, desde 2017, aberto a candidaturas de todas as organizações que desenvolvam, no âmbito do programa Erasmus+, projetos de desporto destinados à inclusão social de minorias étnicas, refugiados, pessoas com incapacidades ou qualquer outro grupo marginalizado, sejam elas públicas ou privadas, comerciais ou sem fins lucrativos.

Baseia-se na ideia de que, para além de divertido, «o desporto junta as pessoas, porque fomenta o espírito de equipa e a criação de laços, a justiça e o respeito entre todos os atletas, independentemente de quem eles são ou de onde eles vêm».

Este ano recebeu um total de 144 candidaturas, das quais nove foram premiadas por decisão de especialistas independentes: as seis finalistas em 2500 euros e as três vencedoras em 10 mil euros.

No seu discurso de atribuição dos prémios, o Comissário referiu que «em 2017 eu lancei os Prémios de Desporto #BeInclusive da UE para celebrar as organizações que usam o seu poder para juntar as pessoas e promover a inclusão social. Neste terceiro ano, recebemos mais de 140 candidaturas para o prémio, muitas mais do que no ano passado. As pessoas à frente destes projetos estão a fazer um trabalho fantástico no terreno, a ajudar a quebrar barreiras sociais através do desporto. Eu gostaria de congratulá-las a todas, especialmente as seis finalistas e as três vencedoras».

Esta não é uma iniciativa isolada: desde 2009 que a União Europeia, por intermédio dos Estados-Membros e dos parceiros do programa Erasmus+, assim como das suas respetivas organizações de desporto, tem incentivado a atividade física e, mais do que isso, promovido os princípios da democracia, da transparência e da inclusão, através de uma série de projetos de educação e formação centrados no desporto.

Além disso, com a recente aprovação do aumento do orçamento para a componente desportiva do programa Erasmus+ para o dobro, a União Europeia propõe-se a apoiar ainda mais atividades de cariz desportivo ao nível nacional, regional e local nos próximos anos.