Programação do DiVaM leva arte a Vila do Bispo com novos horários

  • Print Icon

Entrada nos espetáculos é gratuita mas com inscrição obrigatória.

A Fortaleza de Sagres e a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe acolhem, nos dias 28 e 29 de novembro e 1 e 2 de Dezembro, os espetáculos de música, dança, desenho e palavra no âmbito do DiVaM. Apesar de se manter a programação agendada para dezembro, há novos horários e a garantia de cumprimento «de todas as medidas de segurança definidas pela Direção-Geral de Saúde».

Assim, o Auditório da Fortaleza de Sagres recebe no sábado, dia 28 de novembro, às 11h30, o projeto «No Avesso das Palavras». Trata-se de uma performance multidisciplinar onde, frente-a-frente, são colocadas as palavras retiradas dos volumes «No Avesso das Horas», de Sara Martins, e «A Fonte das Palavras», de Tiago Marcos, envoltas em ambientes sonoros processados ao vivo por Luís Caracinha.

O espetáculo, promovido pela AOPP – Associação Oficina de Planeamento e Participação – tem a produção da Epopeia – Make It Happen, com Ricardo Branco no som, Didier Grelha na Iluminação e Ana Neto na produção.

No dia seguinte, domingo, 29 de novembro, também às 11h30 e no mesmo local, irá ser apresentado o 1º concerto do Ciclo Artis XXI – Duo Fermanian & Micael. Com um diálogo muito fluente entre a Guitarra (José Micael) e o Violino (Vasken Fermanian), a ideia deste projeto é mostrar ao público um vasto leque de recursos técnicos, interpretativos e de timbres que estes instrumentos podem oferecer através de um repertório bastante aliciante e diversificado, que engloba obras de compositores eruditos do século XIX até aos grandes clássicos do samba e da bossa nova, a exemplo de Pixinguinha e Chico Buarque. É um projeto promovido pela ARTIS XXI – Associação de Educação Artística de Lagoa – AEAL.

Já a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe acolhe, no domingo, 29 de novembro, às 16h00, o concerto integrado no Festival D’Aquém Mar – Festival com Sons Antigos, com Ricardo Leitão Pedro (Tenor e Alaúdista), com o programa «No val das mais belas».

Luys de Milán, músico e escritor espanhol, publica em Valência, no ano de 1536, «El Maestro», um livro de música para vihuela de mano dedicado ao rei português D. João III. Na publicação, encontram-se diversas peças instrumentais de cariz improvisatório e canções em castelhano, português e italiano, entre as quais romances que descrevem batalhas contra os mouros e outros eventos históricos.

Muitas das canções neste programa são ainda retiradas de cancioneiros portugueses da primeira metade do século dezasseis, arranjadas para voz sola e acompanhamento instrumental. Trata-se de um projeto de Elsa Mathei, promovido pela Associação Questão Repetida, apoiado no âmbito do PAAC – Programa de Apoio à Ação Cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve.

A Fortaleza de Sagres volta a receber um espetáculo nos dias 1 e 2 de dezembro. No dia 1, terça-feira, será o concerto Nelson Conceição & Convidados, às 16 horas. Este projeto apresenta um diálogo entre o acordeão de Nelson Conceição, a voz de Cristina Paulo e o contrabaixo de Luís Henrique, através de temas originais que misturam o jazz e/ou o erudito com o fado e a música tradicional com toques de improvisação.

O concerto conta com a participação especial de Petru Moroi (saxofone e clarinete), Pedro Branco (percussões) e João Palma (acordeão), num projeto promovido pela Associação de Acordeão Garvefole.

Depois, no dia 2 de Dezembro, quarta-feira, às 11h00, terá lugar na Fortaleza de Sagres o Laboratório de Dança e Desenho «Rosa-dos-Ventos», com Albina Petrolati, Leonor Morais & convidados.

Este projeto, promovido pela Tertúlia Associação Sócio-Cultural de Aljezur, incidirá sobre a problemática dos Direitos Humanos e da Aceitação e Não Descriminação, usando o vento como ponto de partida físico e simbólico para conhecer outros povos, viajando através da música, da dança, do desenho e da palavra.

Durante a realização desta iniciativa, que terá a duração de duas horas, serão captadas imagens para a edição de um vídeo promocional do Promontório de Sagres, distinguido com a Marca do Património Europeu.

A Marca do Património Europeu é uma iniciativa do Parlamento Europeu e do Conselho da União Europeia (UE), que tem como principal objetivo reforçar o sentimento de pertença à UE por parte dos seus cidadãos, em especial dos jovens, com base nos valores e elementos comuns da história e do património cultural, valorizar a diversidade nacional e regional e incrementar o diálogo intercultural.

A entradea nas atividades é gratuita mas as inscrições são obrigatórias, podendo ser efetuadas por e-mail ou pelo telefone 282 620140.