Os 100 melhores filmes da década 2010

  • Print Icon

Esta lista vai ser útil por duas razões.

Razão primeira: aprender a lidar com o arrependimento. Divulgar listas é sinónimo de acordar na noite a seguir à sua publicação, testa alagada em suor, olhos vermelhos do choro e a garganta a gritar o título do filme que devia ter colocado… Mas, como tantos outros, teve de ficar de fora.

Razão segunda: para mudares a minha opinião. 100 filmes são muitos filmes. 10 anos é muito tempo. E o que me faz gostar do arrependimento que sentirei ao reler esta lista são as conversas que daqui podem surgir sobre os teus filmes favoritos, a tua década e como, através da 7ª arte, todos mudámos. Sente-te à vontade para me encontrar online e discutimos o assunto.

Uma lista destas, absolutamente subjetiva à minha experiência pessoal, está em constante evolução. Espero que, ao publicá-la, possa contribuir para as tuas próprias escolhas e para que mais artigos de opinião sobre cinema sejam publicados nos meios de comunicação algarvios.

Há um crescimento visível na produção, educação e, consequentemente, interesse na 7ª arte na região sul de Portugal. É essencial que o diálogo sobre a mesma também cresça.

Alguns dados que podem ser interessantes para a consulta:

– Ana Lily Amirpour, Andrea Arnold, Tamara Kotevska e Nora Fingscheidt são as únicas realizadoras com títulos nesta lista. Não deixo de assumir responsabilidade por não ter visto mais filmes realizados por mulheres, mas este número também espelha o desequilíbrio de oportunidades entre géneros que existe no cinema;

– Há 21 países representados pelo seu realizador/a. São eles: Inglaterra, Chile, Grécia, Portugal, E.U.A., Japão, Coreia do Sul, Nova Zelândia, Irão, Suécia, Argentina, Alemanha, Espanha, Escócia, Canadá, Guatemala, México, Macedónia, Dinamarca, Austrália e França;

– Portugal está representado por três filmes. O problema das longas-metragens nacionais, apesar da sua inegável qualidade, continua a ser o reduzido número de estreias por ano (nomeadamente fora de Lisboa), o número de semanas que (não) ficam em sala e a divulgação quase nula que lhes é designada. Nestas condições não é só complicado o cinema português chegar aos portugueses: é impossível criar uma relação entre ambos;

– Estão selecionados quatro filmes de animação, cinco documentários e 91 de ficção;

– Denis Villeneuve, Quentin Tarantino, Jim Jarmusch, Richard Linklater, Wes Anderson e David Fincher são os realizadores mais representados, com três filmes cada;

– Os filmes com maior duração são The Hateful Eight de Quentin Tarantino e La vie d’Adèle de Abdellatif Kechiche, ambos com três horas e sete minutos;

– Os filmes com menor duração são Honeyland de Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov, e What We do in the Shadows de Taika Waititi e Jemaine Clement, ambos com uma hora e 27 minutos;

– O filme com maior receita é Star Wars: Episode VII – The Force Awakens, com 2,068,223,624 dólares. O filme com menor receita é Pára-me de repente o pensamento com 24,850,76 euros. Estes são também os filmes na lista com maior e menor orçamento, respetivamente.

– Os anos mais representados são 2014 (16 filmes), 2019 (14 filmes) e um empate entre 2018 e 2013 (13 filmes). O ano de 2010 é o menos representado com apenas quatro filmes;

– Estes 100 foram escolhidos do conjunto de 667 filmes que vi, com data de estreia na década transata.

100. El Club de Pablo Larraín (2015) – ficção
99. Shame de Steve McQueen (2011) – ficção
98. 1917 de Sam Mendes (2019) – ficção
97. The Guard de John Michael McDonagh (2011) – ficção
96. The Favourite de Yorgos Lanthimos (2018) – ficção
95. Pára-me de repente o pensamento de Jorge Pelicano (2014) – documentário
94. Margaret (Extended Cut) de Kenneth Lonergan (2011) – ficção
93. Blue Valentine de Derek Cianfrance (2011) – ficção
92. Inherent Vice de Paul Thomas Anderson (2014) – ficção
91. Diamantino de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt (2018) – ficção

90. Paterson de Jim Jarmusch (2016) – ficção
89. Shoplifters de Hirokazu Koreeda (2018) – ficção
88. Moonlight de Barry Jenkins (2016) – ficção
87. Uncut Gems dos Safdie Brothers (2019) – ficção
86. Seven Psychopaths de Martin McDonagh (2012) – ficção
85. Swiss Army Man de Daniel Kwan e Daniel Scheinert (2016) – ficção
84. Vox Lux de Brady Corbet (2018) – ficção
83. The Act of Killing de Joshua Oppenheimer (2012) – documentário
82. Captain Fantastic de Matt Ross (2016) – ficção
81. The Lost City of Z de James Gray (2016) – ficção

80. Train to Busan de Sang-ho Yeon (2016) – ficção
79. Ema de Pablo Larraín (2019) – ficção
78. The Dead Don’t Die de Jim Jarmusch (2019) – ficção
77. La La Land de Damien Chazelle (2016) – ficção
76. Thor: Ragnarok de Taika Waititi (2017) – ficção
75. Mission: Impossible – Fallout de Christopher McQuarrie (2018) – ficção
74. A Separation de Asghar Farhadi (2011) – ficção
73. The Man who Killed Don Quixote de Terry Gilliam (2018) – ficção
72. The Place Beyond the Pines de Derek Cianfrance (2012) – ficção
71. The Girl With the Dragon Tattoo de David Fincher (2011) – ficção

70. A Herdade de Tiago Guedes (2019) – ficção
69. Calvary de John Michael McDonagh (2014) – ficção
68. Guardians of the Galaxy de James Gunn (2014) – ficção
67. The Square de Ruben Östlund (2018) – ficção
66. BlacKkKlansman de Spike Lee (2018) – ficção
65. Black Swan de Darren Aronofsky (2011) – ficção
64. Ballad of Buster Scruggs dos Cohen Brothers (2018) – ficção
63. La piel que habito de Pedro Almodóvar (2011) – ficção
62. Relatos Selvages de Damián Szifron (2014) – ficção
61. Predestination dos Spierig Brothers (2014) – ficção

60.The Salesman de Asghar Farhadi (2016) – ficção
59. Get Out de Jordan Peele (2017) – ficção
58. Els Dias que Vindran de Carlos Marques-Marcet (2019) – ficção
57. Snowpiercer de Bong Joon Ho (2013) – ficção
56. Filth de Jon S. Baird (2013) – ficção
55. Only Lovers Left Alive de Jim Jarmusch (2013) – ficção
54. Grand Budapest Hotel de Wes Anderson (2014) – ficção
53. Before Midnight de Richard Linklater (2013) – ficção
52. Inception de Christopher Nolan (2010) – ficção
51. Star Wars: Episode VII – The Force Awakens de J.J. Abrams (2015) – ficção

50. What We do in the Shadows de Taika Waititi e Jemaine Clement (2014) – ficção
49. Prisoners de Denis Villeneuve (2013) – ficção
48. American Animals de Bart Layton (2018) – ficção
47. The Wind Rises de Hayao Miyazaki (2013) – animação
46. A Girl Walks Home Alone at Night de Ana Lily Amirpour (2014) – ficção
45. Senna de Asif Kapadia (2012) – documentário
44. Under the Skin de Jonathan Glazer (2013) – ficção
43. Interstellar de Christopher Nolan (2014) – ficção
42. Temblores de Jayro Bustamante (2019) – ficção
41. Victoria de Sebastian Schipper (2015) – ficção

40. Everybody Wants Some!! de Richard Linklater (2016) – ficção
39. Inside Out de Pete Docter e Ronnie Del Carmen (2015) – animação
38. Cobain: Montage of Heck de Brett Morgen (2015) – documentário
37. Blindspotting de Carlos López Estrada (2018) – ficção
36. Fantastic Mr. Fox de Wes Anderson (2010) – animação
35. Marriage Story de Noah Baumbach (2019) – ficção
34. Nice Guys de Shane Black (2016) – ficção
33. Gone Girl de David Fincher (2014) – ficção
32. Frank de Lenny Abrahamson (2014) – ficção
31. American Honey de Andrea Arnold (2016) – ficção

30. Zootopia de Byron Howard, Rich Moore e Jared Bush (2016) – animação
29. The Social Network de David Fincher (2010) – ficção
28. Moonrise Kingdom de Wes Anderson (2012) – ficção
27. Ex Machina de Alex Garland (2014) – ficção
26. Dogtooth de Yorgos Lanthimos (2010) – ficção
25. 12 Years a Slave de Steve McQueen (2013) – ficção
24. The Master de Paul Thomas Anderson (2012) – ficção
23. Honeyland de Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov (2019) – documentário
22. Once Upon a Time in Hollywood de Quentin Tarantino (2019) – ficção
21. Black Panther de Ryan Coogler (2018) – ficção

20. System Crasher de Nora Fingscheidt (2019) – ficção
19. Drive de Nicolas Winding Refn (2011) – ficção
18. The Handmaiden de Chan-wook Park (2016) – ficção
17. The Hateful Eight de Quentin Tarantino (2015) – ficção
16. Mad Max: Fury Road de George Miller (2015) – ficção
15. Baby Driver de Edgar Wright (2017) – ficção
14. Three Billboards Outside of Ebbing, Missouri de Martin McDonagh (2017) – ficção
13. Nightcrawler de Dan Gilroy (2014) – ficção
12. The Wolf of Wall Street de Martin Scorcese (2013) – ficção
11. Django Unchained de Quentin Tarantino (2012) – ficção

10. Roma de Alfonso Cuarón (2018) – ficção
9. Boyhood de Richard Linklater (2014) – ficção
8. The Witch de Robert Eggers (2015) – ficção
7. Her de Spike Jonze (2013) – ficção
6. Joker de Todd Phillips (2019) – ficção
5. La vie d’Adèle de Abdellatif Kechiche (2013) – ficção
4. Parasite de Bong Joon Ho (2019) – ficção
3. Blade Runner 2049 de Denis Villeneuve (2017) – ficção
2. Incendies de Denis Villeneuve (2011) – ficção
1. Whiplash de Damien Chazelle (2014) – ficção