Orquestra Ligeira do Exército dá concerto de verão em Albufeira

  • Print Icon

Organização promete «uma surpresa» para o público no final do espetáculo.

A Praça dos Pescadores, em Albufeira, recebe na próxima sexta-feira, dia 29 de julho, às 21h30, o Concerto de Verão da Orquestra Ligeira do Exército Português.

Este espetáculo, que a organização garante ser «inesquecível», é destinado ao público em geral mas tem, igualmente, uma dimensão institucional, consubstanciada nas presenças do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, que acolhe o evento, e do chefe do Estado-Maior do Exército, Nunes da Fonseca.

A Orquestra Ligeira do Exército (OLE) foi criada em 1979 e é dirigida pelo Sargento-Chefe Cândido Ameixa. A sua estrutura, em género de Big Band, é composta por cinco saxofones (flauta, clarinete), quatro trompetes (fliscorne), quatro trombones, dois teclados, duas violas, bateria, percussão e quatro vocalistas, que são Alice Costa, João de Campos, Lina Rodrigues e Renata Marinho.

Executando composições de música ligeira, a OLE tem procurado incrementar o gosto pela música nacional, desenvolvendo para o efeito um trabalho de recolha, instrumentação e difusão de temas de raiz popular, sendo hoje considerada uma verdadeira «embaixadora» do Exército Português junto da sociedade civil, contribuindo para a afirmação e valorização do nosso património cultural.

Ao longo dos anos, tem-se apresentado assiduamente nas mais prestigiadas salas de espetáculos do País e com os mais variados artistas e convidados do panorama musical nacional e internacional. O seu currículo não se resume às fronteiras nacionais, tendo já efetuado múltiplos concertos no estrangeiro, especialmente dirigidos às Comunidades Portuguesas e Forças Nacionais Destacadas.

Temas como Let’s Groove, Bang, Bang, I’ve got you under my skin e Jump vão soar na Praça dos Pescadores, a par de tributos a Carlos do Carmo, aos Queen e a Aretha Franklin. Vai ser possível também ouvir temas de Bruno Mars, Wind Machine, In the Mood, Heróis do Mar e, naturalmente, alguns dos melhores fados da história da música portuguesa.

Para o final do espetáculo «está reservada uma surpresa, que vai por todos os presentes em grande animação», promete a organização.