Lagos volta a dar vida à cultura durante o verão «em segurança»

  • Print Icon

Município apresenta uma programação cultural «única, diversificada e adaptada à realidade de pandemia» para o verão.

De forma a dinamizar um dos setores mais afetados com a pandemia, mas também para animar a população neste período tão conturbado devido à pandemia COVID-19, a Câmara Municipal de Lagos está a preparar várias atividades culturais «à semelhança do que tem sido feito por todo o mundo, onde a cultura vai gradualmente ganhando vida».

Grande parte das iniciativas decorrerá ao ar livre, sendo que, no caso dos espetáculos, os lugares serão sentados e com o devido distanciamento físico e em recintos especialmente preparados tendo em conta a conjuntura atual.

A Feira Concurso Arte Doce e a Festa do Banho 29 foram adiados para 2022, mas a autarquia lacobrigense irá assinalar as respetivas datas de forma simbólica com os concertos de artistas nacionais.

Nesse sentido, no dia 29 de julho atuarão os HMB, seguidos de Aurea (30/07), Fernando Daniel (31/07) e Katia Guerreiro (01/08) no Parque de Feiras (junto ao Estádio Municipal de Lagos), sempre às 21h00. Para o dia 29 de agosto fica reservada a atuação de Blaya, em localização a confirmar. Os bilhetes terão um custo de cinco euros e podem ser adquiridos na receção do Centro Cultural de Lagos ou através da Ticketline.

De regresso está também o «Drive In Lagos», no Campo de Jogos do Rossio da Trindade, entre 17 e 26 de agosto, «com filmes que irão agradar a toda a família».

«Bem Bom» (17/08), «Capitão Dentes de Sabre e o Diamante Mágico» (19/08), «Mulheres ao poder» (24/08) e «Listen» (26/08) são os filmes escolhidos para serões «repletos de emoções fortes». O acesso com as viaturas é gratuito, mediante inscrição prévia obrigatória em formulário a divulgar brevemente.

Integrado no projeto de programação cultural em rede do Algarve, o Bezaranha, o «Lagos Nights Out – Noites no Cais» volta a deslumbrar no Cais das Descobertas nos dias 3, 4 e 5 de setembro com os Jazzie Trio (Paulo Ribeiro, Pedro Glória e Pedro Guerreiro), Marta Alves com Nuno Feist e Guilherme Banza e o grupo Almatriz.

Também o Centro Cultural de Lagos continuará a dinamizar a sua atividade, com as exposições «Cada Conta, Conta», de Ana Canto, «Cápsula do Tempo», do Centro Português de Serigrafia (patentes de 09/08 a 09/10) e «2020 ver para crer», de Paulo Figueiras (patente de 02/08 a 24/09).

Juntam-se os espetáculos «Meus Monstros Marinhos», pela Dancenema (6/08), e «Visto en el Jueves», com a conceituada artista de flamenco Rócio Márquez (07/08).

Os espetáculos do «Lá fora, cá dentro – Música no Pátio» decorrerão ao longo de julho e agosto, trazendo a Lagos os Lolirockers (21/07), Zé Portugal (04/08), Orquestra de Jazz do Algarve (11/08) e Orfélia (25/08).

Todos os eventos culturais seguirão «um rigoroso plano de contingência, aprovado pela Direção-Geral de Saúde, de forma a tornar o acesso mais seguro e em cumprimento das normas decorrentes da crise pandémica», garante a Câmara Municipal de Lagos.