Lagoa atribuiu o Prémio Literário Santos Stockler 2020-2021

  • Print Icon

O município de Lagoa atribuiu o Prémio Literário Santos Stockler, distinguindo o trabalho intitulado «Sol e Sal», de Joana Abundâncio.

O município de Lagoa atribuiu, no passado dia 10 de setembro, o Prémio Literário Santos Stockler, distinguindo o trabalho intitulado «Sol e Sal», de Joana Abundâncio, pseudónimo de Maria de Fátima Mártires, numa cerimónia realizada na Quinta do Arvad.

Após avaliação dos trabalhos concorrentes ao Prémio Literário Santos Stockler 2020/21, o júri deliberou, em reunião de 27 de julho 2022, distinguir o trabalho intitulado «Sol e Sal».

Prémio Literário Santos Stockler 01

A decisão do Júri, tomada por unanimidade, foi justificada nos seguintes termos, entre outros, a forma como o tratamento do tema «Lagoa, cidade sustentável» foi desenvolvido, de forma inteligente, escorreita, com algum humor, num texto coerente e coeso, fugindo do facilitismo e do lugar comum, e criticando, de forma sagaz, o aproveitamento político e económico dos «valores verdes».

O júri considerou, igualmente, que a narradora apresenta o passado sustentável, ecologicamente falando, mas insustentável, do ponto de vista político e social, denunciando as discrepâncias entre o que se defende para um «agora» e para um «futuro»”.

O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, que, também, anunciou a abertura da 5ª edição do Prémio Santos Stockler 2022/23. O Prémio consta do valor pecuniário de 10 mil euros, ao qual se junta a publicação do trabalho.

O Prémio Literário Santos Stockler foi instituído pelo Município de Lagoa em 2016 com o objetivo de promover, defender e valorizar a Língua Portuguesa e a identidade e diversidade socio culturais do concelho; promover e incentivar a criação literária, o gosto pela escrita e pela leitura, e, ainda, homenagear o poeta, jornalista e romancista lagoense, Santos Stockler.