ICIA lança Meridional, Revista de Estudos do Mediterrâneo em Portimão

  • Print Icon

O Instituto de Cultura Ibero-Atlântica (ICIA) e e editora Sul, Sol e Sal promovem a apresentação da Meridional, Revista de Estudos do Mediterrâneo, em Portimão.

O Instituto de Cultura Ibero-Atlântica (ICIA) e e editora Sul, Sol e Sal promovem a apresentação da Meridional, Revista de Estudos do Mediterrâneo, na Biblioteca Municipal de Portimão, na quarta-feira, dia 8 de dezembro, às 17 horas.

A apresentação será feita pelo jornalista Carlos Albino e contará com a presença de vários autores.

A Meridional 1, com 215 páginas, conta com crónicas, ensaios, poesia, recensões de livros de autores do Algarve, um dossiê temático sobre Manuel Teixeira Gomes e um dossiê de fotografias de João Mariano.

Entre os autores destacam-se os consagrados Lídia Jorge e Nuno Júdice.

A direção da revista é de Maria da Graça A. Mateus Ventura, presidente do ICIA.

Editorial

Interrogação sobre o tempo, o passado que nos moldou, o presente que nos envolve, a História não cessa de ensaiar múltiplas leituras do mundo. No Mediterrâneo, enquanto espaço geocultural, ancestral encruzilhada de civilizações justapostas no tempo, sucessão de mares, de paisagens, reconfigura-se a memória e a História do Mare Nostrum que se prolonga terra adentro.

Cruzar o Mediterrâneo em todas as direções, seguir os Homens, as mercadorias, os navios, as ideias, as religiões, as artes de viver.

Eis o propósito da Meridional, desafiando a terra e o mar, escalando os picos íngremes, contornando as ilhas e os promontórios, enfrentando os desertos, seguindo os nómadas, detendo-se nas velhas e novas urbes, questionando o caleidoscópio de sentimentos que une e diferencia o Mediterrâneo através da literatura, da história e da imagem.

O nosso território referencial é o da oliveira que, da Arménia, se expandiu de lés a lés, de Sul para Norte, por toda a bacia mediterrânica. Mas também o da figueira, da amendoeira, da alfarrobeira, do rosmaninho, do sal, das especiarias e dos perfumes.

A Meridional é uma revista anual aberta à participação de todos, em regime de convocatória aberta. Conta com um conselho editorial e uma equipa de avaliadores externos. Todos os trabalhos submetidos serão sujeitos a peer review.

A diversidade de géneros, de sensibilidades e de pontos de vista a incluir nesta revista traduzem a ampla variedade de espécies de oliveiras (Costanza Ferrini, 2003): ensaios, crónicas, poesia, ficção, álbuns temáticos de fotografia e recensões.

O número inaugural conta com a participação de Adriana Nogueira, Afonso Cruz, António Cabrita, António Jorge Afonso, Carlos Osório, Eduardo Lourenço (in memoriam), João J. B. Ventura, João Mariano, Lídia Jorge, Marco de Sousa Santos, Maria da Graça A. Mateus Ventura, Nuno Júdice, Paulo Girão, Pedro Teixeira Neves e Salvador Santos.

Era ao longo da costa que passavam as rotas da seda e do âmbar,
que se entrecruzavam os caminhos do sal e das especiarias,
do azeite e dos perfumes, as vias dos utensílios e das armas,
das artes e do saber, das profecias e da fé.
A Europa nasceu no Mediterrâneo.
Pedrag Matvejevitch, Breviário Mediterrânico, 2009 [1987]