Escultor Nuno Mestre expõe pela primeira vez em Olhão

  • Print Icon

O foyer do Auditório Municipal de Olhão foi o espaço escolhido pelo escultor algarvio Nuno Mestre para a sua primeira mostra, que é inaugurada amanhã, sábado, dia 21, às 21 horas, e fica patente até final do ano. A piteira é a matéria-prima de eleição do artista que intitulou a exposição de IluZtre.

Natural de Estoi, onde nasceu em 1973, Nuno Mestre passou a sua infância no barrocal, o que lhe permitiu construir desde cedo uma relação com as atividades tradicionais e viver em íntimo contacto com a natureza.

O seu percurso escolar foi curto. O escultor preferiu trabalhar com o seu pai no restauro de casas antigas, ao mesmo tempo que foi viajando pela Europa. Estabeleceu-se em Paris, por um ano, e viveu na Ilha de Guadalupe durante dois anos.

De regresso às raízes, exerceu durante 18 anos várias profissões, entre as quais a conceção de alguns espaços. Após este período, decidiu retirar-se para o campo.

Foi aí que se reencontrou com uma planta que lhe era familiar, o agave ou piteira. O seu interesse pela matéria, textura, cor e, sobretudo, pela sua forma, foi imediato. A piteira é, precisamente, a matéria-prima das esculturas do artista, das quais foram escolhidas onze para a sua primeira mostra.