Centro de Interpretação de Vila do Bispo expõe obras de artistas locais

  • Print Icon

Evento integrava as comemorações do Dia do Município, assinalado a 22 de janeiro.

O Centro de Interpretação de Vila do Bispo tem patente uma Mostra de Artistas que expõe trabalhos realizados por 50 artistas do concelho nos domínios da pintura, escultura, fotografia, arte contemporânea, linogravura, artes decorativas e linhas e pontos tradicionais. Pode ser visitada de 2ª a 6ª feira, das 10h00 às 16h30, até dia 23 de julho.

Na pintura pode apreciar trabalhos executados por Aidan Bremner, Arlindo Mateus, António Pinheiro, Clive Cook, Élia Sobral Henriques, Janete Alves e Jo Alice Braswell.

Na escultura estão patentes obras de Arnaldo Mateus, Carlos Figueiras, Tineke Smite, Klaus Stupp, Joaquim dos Reis, Mário Soares, Michael Herrmann, Werner Breidert e Sören Ernst.

Na fotografia estão expostos trabalhos realizados por Ana Fernandes, Astrid Walter, Leonardo Marchesi e Rolf Henkel.

Paula Curi Garnett, Nuno Araujo, Carla Ramos, Jonathan Neves e Mª Manuela Caneco são os artistas participantes na área da arte contemporânea.

Na linogravura está patente a obra de Ana Bellande.

Nas artes decorativas, a mostra conta com a participação de Ana Júlia Loução, Conceição Serafim Sintra, José Estácio, Maria Fernanda Dias, Mª Camila Marreiros, Mª de Fátima Clímaco, Mª de Rosário Mateus, Mª Lucinda Ferro, Mª Paula Correia, Mª Teresa Silvestre, Joaquina Cartaxo, Rita Chinato, Olinda Patinha Prata e Mª Júlia Cintra.

Nas linhas e pontos tradicionais pode apreciar as obras de Ana Paula de Oliveira, Angelina Fragoso, Lisete Marques, Mª Fernanda Mendes, Mª Francisca Rodrigues, Maria Graciete Baptista, Ana Araújo, Maria Júlia Whittle, Mª Rita Guilherme Telo e Ofélia Custódio.

Segundo a Câmara Municipal de Vila do Bispo, esta iniciativa «visa valorizar as pessoas da nossa terra, estimular a criação artística e promover o contacto direto entre os artistas que unidos pela arte, partilham nesta mostra a sua visão sobre o mundo que os rodeia».

O evento integrava as comemorações do Dia do Município, assinalado a 22 de janeiro, mas tendo em conta a situação pandémica que o país atravessa, só agora foi possível apresentar a mesma.