Castro Marim reabre espaços culturais e convida a visita

  • Print Icon

Castro Marim reabre espaços culturais e convida a visita ao concelho.

Com a entrada na segunda fase de desconfinamento, é agora finalmente possível voltar a desfrutar de espaços como a Casa de Odeleite, a Casa do Sal e o Mercado Local, «lugares que vivem a cultura nas suas mais diversas formas, conciliando a arte, a literatura e o património e estimulando a descoberta e a criação», informa o município de Castro Marim.

A Casa de Odeleite é emblemática na reconhecida «aldeia florida».

Foi um importante armazém comercial durante as primeiras décadas do século XX.

Hoje o espaço expõe algum do espólio desta que era a casa mais rica da freguesia e propõe uma leitura da casa em articulação com a história do território.

Equipada com cafeteria e loja, tem ainda um digníssimo pátio interior onde pode fruir da tranquilidade própria de uma aldeia da serra algarvia.

Já em Castro Marim, é a Casa do Sal o principal polo dinamizador da cultura, vocacionado para a valorização e promoção da salinicultura tradicional. Com diversas áreas funcionais, é sobretudo um espaço que tem servido de encontro à comunidade em torno de atividades sociais, culturais e recreativas.

Reabre com a exposição «100 Memórias de Castro Marim», um espólio de cartas, fotografias, postais, documentos, livros e outras tantas recordações que foram legadas ao novo Arquivo Digital da Câmara Municipal, «contribuindo para a construção de um novo olhar sobre a identidade cultural e social castromarinense. Ainda no âmbito deste projeto foi desenvolvida a exposição Ruas com Memória, que pode visitar enquanto descobre e passeia pelas ruas da vila castromarinense».

O Mercado Local de Castro Marim, que funcionou durante décadas como o principal abastecedor de fruta, verduras e peixe da Vila, é hoje um espaço turístico-cultural multifuncional reservado à dinamização e divulgação das artes e saberes locais e o ponto principal de promoção dos produtos endógenos do Concelho de Castro Marim.

Agora hospeda também uma zona de lazer e fruição, com alguns livros disponíveis para consulta/leitura.

No dia 18 de abril, reabrirá também o Castelo de Castro Marim, que agora está a ser alvo de alguns melhoramentos.

Além da fortaleza em si, poderá visitar as exposições «Castro Marim, Primeira Sede da Ordem de Cristo» e «Instrumentos de Tortura e Punição».

«Abrir ou reabrir os espaços culturais não chega, é preciso torná-los vivos e conferir-lhes um sentido de pertença à comunidade e de acolhimento ao visitante. A cultura faz-se de pessoas, para pessoas e traduz-se na partilha e naquilo que faz sentir», defendeu Filomena Sintra, vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, sublinhando que a cultura é uma das áreas mais sacrificadas pela pandemia e que agora é necessário imprimir-lhe um maior dinamismo e maior atenção.

Horários e locais

Casa de Odeleite
De novembro a março | 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00
De abril a outubro | 09h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00
Sábados e domingos | 09h30 às 13h00

Casa do Sal
De novembro a março | 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30
De abril a outubro | 09h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00
Sábados e domingos | 09h30 às 13h00

Mercado Local de Castro Marim
De novembro a março | 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30
De abril a outubro | 09h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00
Sábados e domingos | 09h30 às 13h00

Castelo – a partir do dia 18 de abril
De novembro a março | 09h00 às 17h00
De abril a outubro | 09h30 às 19h00