CAPa baptiza estúdio em homenagem a Gil Mendo

  • Print Icon

O Centro de Artes Performativas do Algarve (CAPa), em Faro, vai dar o nome do professor Gil Mendo ao estúdio 1 do espaço, em homenagem ao contributo que deu para o desenvolvimento da dança contemporânea em Portugal.

O Centro de Artes Performativas do Algarve (CAPa), Faro, acolhe amanhã, sexta-feira, dia 24 de setembro, às 19 horas, o lançamento do jornal Coreia (quinta edição) acompanhado da performance Ehera Noara 2020 da artista sul coreana Hwayeon Nam, dançada por Ji-hye Chung e a exibição do filme «Against Waves 2019».

Na ocasião será atribuído o nome do professor Gil Mendo ao estúdio 1 do CAPa.

«Gil Mendo é uma das pessoas mais importantes da dança portuguesa e mesmo das artes performativas. A sua presença como professor, mas também como programador, e mesmo como desenhador de políticas para este sector foi decisiva para o desenvolvimento da dança contemporânea no nosso país. Quase todos lhe devemos parte dos nossos percursos e o CAPa não é exceção, razão pela qual, a partir de agora, atribuiremos o seu nome ao estúdio número 1 do edifício», explica José Laginha, diretor artístico do espaço.

O jornal Coreia é um projeto editorial de carácter artístico, crítico e discursivo, a propósito das artes em geral, firmado numa relação umbilical com a dança, preocupado em divulgar formatos vários como partituras, manifestos, entrevistas, crónicas, ensaios, críticas e reflexões em língua portuguesa.

O jornal tem uma tiragem semestral de 3000 exemplares com distribuição gratuita por todo o país. A entrada é gratuita mas limitada.