Arquivo Sonoro Paisagístico do Algarve vai inspirar Braga

  • Print Icon

Arquivo Sonoro Paisagístico do Algarve (ASPA) estará em destaque no congresso científico «Sound Experiences» em Braga.

Em Braga, participantes de vários países vão discutir o som no congresso científico Sound Experiences: Memory, Creativity and Participation, nos dias 27 e 28 de junho.

Um dos oradores é Carlos Norton, responsável pelo Arquivo Sonoro Paisagístico do Algarve (ASPA), que apresentará a palestra Where to point microphones: a key issue in soundscape recording (Para onde apontar os microfones: uma questão essencial na gravação de paisagens sonoras).

Esta palestra e respectivo artigo científico resultam da longa experiência na construção do ASPA e mais recentemente do Arquivo Sonoro de Castro Marim, que integra o projeto Particular Universal.

Arquivo Sonoro Paisagístico do Algarve (ASPA) estará em destaque no congresso científico «Sound Experiences» em Braga.
Carlos Norton.

O Arquivo Sonoro Paisagístico do Algarve tem sido referência no campo dos arquivos sonoros por ser um dos mais extensos e consistentes arquivos do género e é agora exemplo para a comunidade científica.

Criado por Carlos Norton através da Associação Fungo Azul, o ASPA mantém recolhas de forma contínua desde 2016 com o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve, ultrapassando já as 400 gravações em toda a região algarvia.

O congresso faz parte do projeto Audire, desenvolvido pela Universidade do Minho.