Alteatro exibe documentário «Ainda há alguém nos bosques»

  • Print Icon

«Ainda há alguém nos bosques», documentário catalão é exibido hoje e amanhã em São Bartolomeu Messines, com a presença do realizador.

As «noites al teatro» exibem hoje, sexta-feira, dia 03 de junho, e amanhã, sábado, às 21h45, o documentário catalão «Ainda há alguém nos bosques», na Sociedade de Instrução e Recreio em São Bartolomeu de Messines, com a presença do realizador Erol Ileri.

Este documentário é para maiores de 16 anos e tem a duração de 50 minutos.

Depois de ter sido exibido na seleção oficial dos Festivais de Cinema Documental de Nova Iorque, Montreal, Berlim, Los Angeles, Toronto e Barcelona, entre outros, nas televisões públicas do Japão, Países Baixos e Catalunha, e ter ganho todos os prémios daquele que é considerado um dos mais importantes festivais de Cinema Documental – o Medimed Festival 2021, em Marselha, o documentário chega agora ao Algarve. Após a exibição será aberto o debate com o realizador.

«Lejla Damon é uma rapariga de 25 anos que cresceu feliz numa família de classe média em Londres. Os seus pais, jornalistas, cobriram a guerra da Bósnia e Herzegovina durante a década de 1990. Em dezembro de 1992, enquanto gravavam no hospital de Sarajevo durante um atentado, encontraram uma mulher que tinha acabado de dar à luz. A mulher disse-lhes para tirarem o bebé dos braços e afogá-lo. Foi o resultado das violações que sofreu durante a guerra, foi fruto do inimigo», lê-se na sinopse.

«Durante a guerra, entre 50 mil mulheres foram vítimas de violação como uma estratégia de limpeza étnica. Não há uma figura oficial porque muitos deles não sobreviveram ou ainda vivem em silêncio 25 anos depois. Lejla, Alen e Ajna são crianças nascidas de violações de guerra. 25 anos depois, juntaram-se aos sobreviventes na sua luta para quebrar o silêncio e superar o estigma. A guerra acabou para eles? No aniversário da assinatura dos Acordos de Paz de Dayton, chegou a hora de dar voz a estas vítimas de segunda geração».

Para mais informações e reservas, o Alteatro pode ser contactado através de email (alteatro.c@gmail.com) ou telefone (962481038).

O Alteatro é financiado pelo Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes e apoiado pela Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines.