Algarve 2020 apoia programação cultural em rede com 800 mil euros

  • Print Icon

Programa Operacional do Algarve apoia Programação Cultural em Rede com 800 mil euros.

Nos termos do aviso nº ALG-14-2020-15, o Programa Operacional do Algarve aprovou a candidatura da Programação Cultural em Rede, apresentada pela AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, pela Direção Regional de Cultura e pelos 16 municípios, no valor global de 800 mil euros.

A verba é destinada ao financiamento de eventos associados ao património, à cultura e a bens culturais, com impacte na região, bem como a divulgação e integração territorial, através de iniciativas de cooperação territorial e institucional que permitam integrar a programação cultural, as visitas guiadas e a divulgação de equipamentos e bens culturais do Algarve.

Visando especialmente eventos culturais ligados à dinamização, promoção e desenvolvimento do património material e imaterial, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade dos territórios através da sua qualificação e valorização turística, este apoio incentiva a cooperação, as parcerias e o trabalho em rede dos municípios, entidades privadas sem fins lucrativos e dos agentes culturais.

Está previsto que as operações tenham a duração máxima de 18 meses e beneficiem de uma taxa de cofinanciamento com natureza regressiva, sendo de 100 por cento no primeiro ano e, caso a programação seja continuada, de 95 por cento no segundo ano da operação.

Desta forma, o Programa Operacional do Algarve contribui para apoiar os artistas locais de cada município, promovendo a realização de itinerância dos 70 projetos incluídos, sendo 70 por cento apresentados ao ar livre.

A generalidade dos eventos previstos realiza-se fora da época alta do turismo de sol e mar, de forma a contrariar a sazonalidade do sector turístico e melhorar a oferta cultural para a população residente em permanência no Algarve, complementando uma estratégia de diversificação da atividade económica e de descentralização dos eventos culturais na região, favorecendo as comunidades do barrocal e do interior serrano.

Consulte aqui este e outros projetos apoiados no âmbito do Programa Operacional do Algarve, com o apoio dos fundos da União Europeia.