EDP algarvia apostou forte na prevenção de avarias

  • Print Icon

Os investimentos sofreram um acréscimo, que se mostra necessário, já que o Algarve é a região do país onde a taxa de crescimento médio de consumo é a mais elevada, a nível nacional.

Segundo o responsável pela Área de Rede do Algarve da EDP Carlos Lobato, «é praticamente o dobro da média nacional».

Das apostas feitas, destaca-se a da disseminação do controlo de avarias por telecomando, que permite a resolução de problemas à distância. Além de se ganhar muito tempo, este sistema evita deslocações dos piquetes de emergência.

Esta medida está inserida no programa de Melhoria da Qualidade do Serviço da EDP e mereceu um investimento, este ano, de mais de 850 mil euros. Quase metade deste valor foi destinado à instalação de sistemas de telecomando.

No total, o orçamento que a delegação regional da EDP dispôs, em 2006, ascendeu aos cerca de 8 milhões e 817 mil euros. Quase três milhões de euros foram destinados à manutenção e conservação das infra-estruturas já existentes.

Até final do ano, será concluído o Plano de Manutenção Preventiva Sistemática de Postos de Transformação. Ao todo, está previsto que sejam intervencionados 2410 destes postos.

Uma meta que Carlos Lobato garante que será atingida, já que, até ao momento, «o plano tem uma taxa de execução de 97 por cento».

O mesmo responsável frisou a importância da conservação destes equipamentos, pois é normalmente aqui que surge a maioria das avarias.

Dos investimentos feitos, é também de destacar a aposta na substituição de condutores e na lavagens de isoladores. Ambas as medidas vão no sentido de prevenir avarias e a consequente interrupção do fornecimento energético.