Silves é município «pioneiro» no Algarve em compostagem comunitária

  • Print Icon

Silves antecipa «medidas que serão transpostas para o direito nacional».

O município de Silves é pioneiro no Algarve em projetos de compostagem comunitária, direcionados, neste momento, às freguesias de São Marcos da Serra e de São Bartolomeu de Messines.

Esta iniciativa permite que os munícipes «separem os biorresíduos na fonte, tratando-os localmente, reduzindo assim a pegada ecológica indexada ao transporte e deposição em aterro, com os benefícios ambientais daí resultantes», explica a Câmara Municipal em nota enviada às redações.

A mesma fonte explica que «os resíduos depositados irão sofrer uma degradação, transformando-se em fertilizante natural. O composto será aplicado localmente nos jardins municipais, contribuindo para a responsável gestão de resíduos e sustentabilidade ambiental».

Este projeto representa, segundo a edilidade, «um passo numa estratégia de longo prazo que passará pelo cumprimento da Diretiva Quadro dos Resíduos e do PERSU 2020, integrando Silves no pelotão da frente a nível nacional, assumindo desde já um caminho para alcançar as metas mais ambiciosas de valorização, que prevêem a obrigação de recolha seletiva de biorresíduos a partir de 2023».

Silves antecipa, assim, «as medidas que serão transpostas para o direito nacional, permitindo uma curva de aprendizagem que permitirá inovar num futuro próximo».